Instincted: "Ousado" é a primeira palavra quando ouvimos

Resenha - Is All That I Am - Instincted

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ousado. Essa é a primeira palavra que vem a cabeça quando ouvimos "…Is All That I Am", o primeiro álbum da banda paulistana Instincted. Afinal, o que ouvimos neste trabalho vai soar como uma verdadeira afronta aos mais conservadores e pode assustar até as mentes mais abertas de início.
5000 acessosMegadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos5000 acessosHall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

Portanto, vamos ser coerentes, a música dos caras é bem feita e muito bem executada. Mesclando eletrônico e Prog Metal, o som da banda soa atípico e foge dos padrões 'Rammstein' da vida, já que o que logo se imagina quando lemos 'eletrônico' é que eles sigam a onda da banda alemã.

Não há como não dizer que essa mescla ficou bem equilibrada, já que a música possui peso e ao mesmo tempo sintetizadores e samplers encaixados na medida certa, para não dizer no limite. Outro fator importante é a boa melodia que as composições possuem. Tudo bem produzido, com uma sonoridade cristalina.

O início com ImPULSEing assusta, já que a bateria eletrônica inicial, praticamente psy, quase coloca tudo a perder. Mas depois a coisa meio que entra nos eixos e mostra um som enérgico e interessante. Meu destaque vai para os vocais melódicos de Rogério Fergam (também responsável pelos samplers e sintetizadores). Quem quiser conferir pode baixar gratuitamente no site da banda.

http://www.instincted.com/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Instincted"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Instincted"

MegadethMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Hall Of FameHall Of Fame
500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

AC/DC a ZZ TopAC/DC a ZZ Top
As origens dos nomes de bandas e artistas de rock e heavy metal

5000 acessosAs novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecer5000 acessosVício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína5000 acessosJoão Gordo: Crente? Vai tomar no cu quem tá acreditando!5000 acessosUltimate Classic Rock: as filhas mais belas dos rockstars3873 acessosTina S: um cover magistral de Master Of Puppets aos 16 anos5000 acessosJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online