Matérias Mais Lidas

imagemThin Lizzy e o álbum picareta de covers do Deep Purple que garantiu sua sobrevivência

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemA certeira visão de Penélope Nova sobre como pop "absorveu e enfraqueceu" outros estilos

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemA inteligente estratégia de Prika para não perder gravadora na ruptura da Nervosa

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemSteve Grimmett: vocalista do Grim Reaper morre aos 62 anos

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?

imagemRob Trujillo presta tributo ao Rage Against The Machine após shows em Nova Iorque

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood


Dream Theater 2022

Destruction: uma das mais importantes do Thrash mundial

Resenha - Spiritual Genocide - Destruction

Por Junior Frascá
Em 26/12/12

Nota: 8

Dentre todas as bandas da históra do thrash metal alemão, sem dúvida alguma do DESTRUCTION é uma das mais (senão a mais) importantes. E desde seu retorno à ativa, no final da década de 90, o trio mais barulhento do estilo vem mantendo um alto nível em seus lançamentos, e este "Spiritual Genocide", que comemora o trigésimo aniversário da banda, não foge a esta regra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O DESTRUCTION chegou em um nível em sua carreira que já não precisa mais provar nada para ninguém, e muito menos visa maior sucesso ou exposição, motivo pelo qual continuam com sua sonoridade intacta. Ou seja, todos os fãs dos caras já sabem o que esperar: uma aula de riffs espetaculares do mestre Mike, que sempre foram o carro chefe do som da banda; linhas vocais insanas e o baixo pesadíssimo e pulsante de Schmier; e a bateria brutal, precisa e técnica de Vaaver, o caçulinha do trio, mas que demonstra muita competência e personalidade.

Assim, seguem exarando aquele thrash metal ríspido, brutal e old school com a qualidade que todos já estamos acostumados, como já se percebe logo em "Cyanade", que sucede a introdução "Ecordium", e já pode ser considerada mais um clássico da banda, com um ritmo alucinante, e muita fúria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa título também é outra que demonstra bem todas as qualidades da banda, com andamentos bem trabalhados e ótimas linhas vocais, assim como "Carnivore", que na edição especial digipack ainda conta com a participação de Harry Wilkens e Oliver Kaiser, ex-membros da banda. Nesta versão bônus ainda temos uma excelente versão para "Princess of the Night", do SAXON, que conta com os solos de Ol Drake, do EVILE (que também faz solos em "Renegade" e "Legacy of the Past").

Vale ainda mencionar a excelente "Legacy of the Past", que conta com as participações especiais de outras duas lendas do thrash metal alemão, Andreas "Gerre" Geremia (TANKARD) e Thomas "Angelgripper" (SODOM), em mais uma verdadeira aula de técnica e peso do DESTRUCTION.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro ponto de destaque é a excelente produção do material, realizada por Andy Classen, que deixou a sonoridade bem suja, agressiva e "na cara", como o thrash metal deve ser, mas deixando tudo audível na medida certa, utilizando elementos de modernidade na medida certa.

Ou seja, temos aqui mais um grande registro do DESTRUCTION, que mais uma vez comprova a força que as bandas de thrash metal surgidas nos anos 80 ainda possui nos dias de hoje, sem a intenção de tirar o pé do acelerador. Se você é fã, compre já o seu; se ainda não é, não sabe o que está perdendo...

Spiritual Genocide - Destruction
(2011 – Nuclear Blast - Importado)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1. Exordium
2. Cyanide
3. Spiritual Genocide
4. Renegades
5. City of Doom
6. No Signs of Repentance
7. To Dust You Will Decay
8. Legacy of the Past
9. Carnivore
10. Riot Squad
11. Under Violent Sledge

Bonus Tracks:
12. Princess of the Night (Saxon Cover)
13. Carnivore (Special Version featuring Olly and Harry)


Outras resenhas de Spiritual Genocide - Destruction

Resenha - Spiritual Genocide - Destruction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

Schmier, ícone do thrash metal, demonstra seu carinho pelo Kiss; "Maiores que a vida"

Túnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que os headbangers idolatram 1986

"Eu realmente não tenho fé na humanidade", diz Schmier, vocalista do Destruction

Thrash Metal: os 10 melhores discos do século 21, segundo o Loudwire

Guia: do heavy clássico ao metalcore, confira playlist com 20 horas de metal alemão

Alemanha: as dez maiores bandas de Metal do país

O Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Iron Maiden: o vocal que quase substituiu Bruce Dickinson em 93


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.