RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemLed Zeppelin e a bateria que ninguém acreditava que um ser humano conseguiria tocar

imagemJovens sem noção vandalizam o lugar da capa de estreia do Black Sabbath

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemArch Enemy e Behemoth tocarão no Brasil em novembro; confira datas e locais

imagemO hit da Legião Urbana que utiliza recurso sonoro consagrado pelos Beatles

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemLars Ulrich sobre "Fade to Black": Frequentemente sinto haver dois Metallicas

imagemA curiosa ligação vocal entre Ney Matogrosso e Andre Matos, segundo Bruno Sutter

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemJoão Gordo explica porque Anitta está fazendo o que as bandas de Rock deviam fazer

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemO curto e grosso motivo pelo qual Zappa vetava que seus músicos usassem coisas químicas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemDee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa


2022/07/09
2022/08/18

Machine Head: redefinindo os termos do thrash/groove metal

Resenha - Machine F**king Head - Machine Head

Por Junior Frascá
Em 27/11/12

Nota: 9

Dentre todas as bandas de metal da atualidade, o MACHINE HEAD é uma das que vivem uma das fases mais "iluminadas" de sua carreira. Desde sua criação, a banda vem chamando a atenção do público headbanger, com o lançamento do clássico "Burn My Eyes", e posterirmente do ótimo "The More Things Change", redefinindo os termos do thrash/groove metal moderno.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mas após os experimentais e muito modernos "The Burning Read" e "Supercharger", detestados por 99% dos fãs, os caras resolveram colocar o trem nos trilhos, lançando em sequência o bom "Through the Ashes of Empire", o excelente "The Blackening", e o fantástico "Unto the Locust", um dos melhores discos lançados nesta década, senão o melhor. E agora, com as coisas de volta a seu devido lugar, o quarteto decidiu lançar seu novo disco ao vivo, em formato duplo, para deleite dos fãs.

O MACHINE HEAD sempre foi conhecido por ser uma das melhores bandas ao vivo do mundo, com performances brutais e insanas, e "Machine F**king Head" mostra bem isso, graças à excelente produção de Craig Porter, que deixou a sonoridade do disco bem orgânica e bruta, dando ao ouvinte aquela sensação de que realmente se encontra na plateia, assistindo ao show da banda.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

E se em "Hellalive" os fãs torceram o nariz devido a escolha do repertório, já que foi gravado durante a tour de divulgação do disco "Supercharger", desse vez não há do que reclamar, pois todos os clássicos da banda estão presentes, sejam os mais antigos, como "Old", "Davidian" (do até hoje insuperal "Burn My Eyes") e "Ten Ton Hammer", até os mais recentes, como "Imperium", "Halo", "Aesthetics of Hate" (dedicada ao saudoso Dimebag), "I Am Hell", "This is the End" e "Who We Are". Ou seja, é porradaria do início ao fim do material, com uma performance de tirar o fôlego.

Portanto, finalmente temos em mãos um disco ao vivo digno da carreira desses americanos, que mostra toda a força de Robb Flynn e sua trupe, que formam uma das bandas mais legais e viciantes do metal. Agora só nos resta torcer para que a banda lance material novo mais constantemente, pois apensar de muita qualidade, ainda falta um pouco mais de quantidade de lançamentos!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas fica a dica, escute esse material no volume máximo, e tenha cuidado para não destroncar o pescoço!

Machine F**king Head – Machine Head
(2012 – Roadrunner - Importado)

Formação:

Robb Flynn - Vocals, Guitars
Adam Duce - Bass
Phil Demmel - Guitars
Dave McClain - Drums

Track List:

CD 1:
1. I Am Hell (Sonata in C )
2. Be Still and Know
3. Imperium
4. Beautiful Mourning
5. The Blood, the Sweat, the Tears
6. Locust
7. This Is the End
8. Aesthetics of Hate
9. Old

CD 2:
1. Darkness Within
2. Bulldozer
3. Ten Ton Hammer
4. Who We Are
5. Halo
6. Davidian

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Cinquenta grandes músicas lançadas por bandas de rock e heavy metal em 2022

A opinião de Robb Flynn do Machine Head sobre o retorno do Pantera

Robb Flynn diz que números do Spotify "não representam seus fãs" e cita caso dos Beatles

Robb Flynn e ex-guitarrista do Machine Head tocam "Roots Bloody Roots" em live

Robb Flynn revela qual seu disco favorito (e não é nenhum do Machine Head)

Cinco discos que serão lançados em agosto e merecem a sua atenção

Machine Head divulga "Unhallowed", mais uma faixa do próximo disco de estúdio

Os 20 melhores álbuns lançados pela Roadrunner Records, em lista da Metal Hammer

Dez grandes bandas de heavy metal que gravaram covers do Metallica - Parte 1

A música do Machine Head que homenageia Dimebag Darrell e detona jornalista conservador

Decapitated divulga vídeo de "Iconoclast", música com participação de Robb Flynn

James Hetfield: como ele soa sem o Metallica?

Machine Head: segundo baterista, o grupo quase acabou

Machine Head: a tarefa inglória de abrir pro Slayer

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rock

Supergrupos: Os melhores e piores na opinião da Metal Hammer


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.