RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

Blood Of Kingu: fortes influências dos sons tribais

Resenha - Sun In The House Of The Scorpion - Blood Of Kingu

Por Pedro Humangous
Postado em 02 de novembro de 2012

Nota: 7

Se os Deuses africanos se unissem para fazer um som, possivelmente essa banda seria o Blood Of Kingu. Formado na Ucrânia, o grupo pratica um Black Metal muito bem feito, baseado na mitologia egípcia, suméria e tibetana.

Fortes influências dos sons tribais, tanto na parte da percussão quanto nas inserções vocais e ambientações. Ao final de várias faixas é possível acompanhar um som típico de tribos indígenas, aquelas usadas em rituais sinistros. Característica essa, bem atípica em termos de Black Metal. Tudo aqui é muito obscuro, desde a arte da capa até o timbre mórbido das guitarras. Falando um pouco do som, os vocais, apesar de abafados, agradam bastante e me lembraram um pouco os guturais de Mikael Akerfeldt, do Opeth. A bateria, quando mais cadenciada e variada, é bem interessante e agradável. Porém, quando resolve apelar para os blast beats, torna-se cansativa e irritante. Apesar desses detalhes, o álbum é bem produzido, e após alguns minutos de audição você acaba se acostumando. As faixas seguem mais ou menos o mesmo padrão, com muita agressividade, rispidez e impiedade. Com exceção da penúltima faixa intitulada "Morbid Black Dreams Bringing Madness", que é totalmente instrumental, precedendo o fim desse terrível massacre, no bom sentido claro. Ao tentarem voltar às raízes do Black Metal, o Blood Of Kingu acaba criando uma nova sonoridade e mostra que tem muito a acrescentar nesse estilo já bastante saturado.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Pedro Humangous

Pedro Humangous, 28 anos, publicitário headbanger. Dono e editor chefe da revista Hell Divine. Santista apaixonado por música e uma boa cerveja. Atualmente reside em Brasília e não poupa esforços para fazer o metal se fortalecer no país. Já colaborou com as revistas portuguesas Versus e Horns Up, além da coluna "Rolo Compressor" na rádio Nucleo Base. Colecionador de CD's, DVD's, Livros e Action Figures, concentra suas forças no metal extremo, sem deixar de lado os demais estilos. Fanático por Opeth, Iron Maiden, Trivium, Kreator, Dream Theater, Baroness, Suicide Silence, entre tantas outras. Siga: @PedroHumangous
Mais matérias de Pedro Humangous.