Ozzy Osbourne: início da carreira solo de um ícone do Metal

Resenha - Blizzard Of Ozz - Ozzy Osbourne

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando terminou a turnê do álbum Never Say Die (1978), Ozzy Osbourne deixou o Black Sabbath, enfurnou-se em seu apartamento e virou uma espécie de mendigo, totalmente drogado, alcoolizado e desiludido da vida de rockstar. Sentindo pena dele, Sharon Arden, filha de Don Arden (um dos empresários de Sabbath), localizou-o, tentou ajeitar seu visual e fez sua carreira solo, como uma forma de vingar dos seus ex-companheiros.
3764 acessosOzzy Osbourne: setlist e vídeos de primeiro show com Zakk Wylde5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Para isso acontecer, Sharon encontrou um time perfeito para gravar, com Ozzy, seu primeiro disco: o baterista Lee Kerslake (ex-Uriah Heep), o baixista Bob Daisley (ex-Rainbow), o tecladista Don Airey (atual Deep Purple) e um jovem guitarrista chamado Randy Rhoads (ex-Quiet Riot). O projeto se chamava Blizzard Of Ozz (um trocadilho do Mágico de Oz), e para que esse disco seja lançado, Sharon e Ozzy foram à gravadora para assinar um contrato.

O que era pra ser um simples acordo, acabou virando uma das cenas mais bizarras e marcantes da carreira do cantor: ao ver um pombo pousando em seu colo, ele não perdeu tempo e mordeu a cabeça, arrancando-o na frente dos executivos da gravadora.

Mesmo com esse episódio, a carreira de Ozzy foi marcada por suas loucuras no palco, mas, mesmo assim, sua carreira esteve em alta. Voltando ao disco, sob o título Blizzard Of Ozz, com o nome do cantor acima, teve o auxílio do famoso produtor Max Norman. E o resultado é perfeito. Ozzy canta como nunca, enquanto a banda toda executa um instrumental de causar inveja aos caras do Black Sabbath, que, ao chamarem Ronnie James dio, retomaram sua trajetória ao lançarem Heaven And Hell, no mesmo ano.

Se você quer saber como esse disco possui status de clássico, escuta I Don’t Know, as marcantes Crazy Train e Mr. Crowley, as baladas Goodbye To Romance e Revelation (Mother Earth) e a polêmica suicide Solution, que rendeu um processo mal-sucedido por indução ao suicídio (essa faixa é uma homenagem ao falecido Bom Scott, do AC/DC).

Merece destaque a acústica Dee, que virou uma obra de arte nas mãos de Randy. Ah, vale ressaltar a importância do guitarrista na carreira de Ozzy, cujos solos de Crazy Train e Mr. Crowley, entraram na história do Heavy Metal.

Para homenagear seu falecido companheiro, recentemente, Ozzy Osbourne relançou os dois primeiros discos (incluindo Diary Of A Madman), com as linhas de Rob Trujillo (bx, Metallica) e Mike Bordin (bt, Faith No More), para a fúria dos ex-parceiros Kerslake e Daisley, que discordam, até hoje, pelas mudanças do som. Bom, quem quiser ouvir as doas versões, tirem suas conclusões.

Line-up:

Ozzy Orboune-vocal
Randy Rhoads-guitarra
Bob Daisley-baixo
Lee Kerslake-bateria
Don Airey-teclados

Tracklist:

1-I Don’t Know
2-Crazy Train
3-Goodbye To Romance
4-Dee
5-Suicide Solution
6-Mr. Crowley
7-No Bones Movies
8-Revelation (Mother Earth)
9-Steal Away (The Night)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Blizzard Of Ozz - Ozzy Osbourne

4632 acessosResenha - Blizzard Of Ozz - Ozzy Osbourne5000 acessosTradução - Blizzard Of Ozz - Ozzy Osbourne

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 09 de outubro de 2012

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Setlist e vídeos de primeiro show com Zakk Wylde

263 acessosOzzy Osbourne: em vídeo 3D, as mudanças em sua aparência0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ozzy Osbourne"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Uma garrafa d'água que custou 80 mil

Ozzy para LemmyOzzy para Lemmy
Nos veremos do outro lado

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
20 fatos que você provavelmente não sabia

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"

Corey TaylorCorey Taylor
Sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Bruce DickinsonBruce Dickinson
"Olhei para o Paul Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

U2U2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda

5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos4382 acessos2000 a 2002: 10 shows/turnês pouco comentados4887 acessosRob Halford: "Eu não morro sem trabalhar com Lady Gaga antes"1533 acessosMetal Temple: Rob Halford eleito vocalista dos sonhos

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don´t Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online