Slayer: Em 1983, espalhando maldade musical pelo planeta

Resenha - Show no Mercy - Slayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não tem graça resenhar Slayer, já que o negócio é sempre de alto nível. Mais desafiador é falar de um dos maiores clássicos do Thrash Metal mundial, relançado no Brasil pela Shinigami Records (www.shinigamirecords.com.br). Tudo devidamente remasterizado e com um novo encarte caprichado!
4346 acessosSlayer: Kerry King elege seus dez álbuns de metal favoritos5000 acessosMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Há quase trinta anos, “Show no Mercy”, primeiro ‘full length’ do quarteto, aparecia para espalhar muita maldade musical pelo planeta. Embalado em velocidade, peso e técnica – mesmo ainda não estando no seu auge -, o disco marcou, aliás, marca até hoje os headbangers afoitos por violência sonora.

“The Antichrist” ou “Black Magic” (excepcional!), por exemplo, são obrigatórias nas apresentações. Incrível como essas músicas não envelhecem. Mas é preciso mencionar também “Metal Storm/Face the Slayer”, bem trabalhada e empolgante, sem ser veloz. A introdução é muito boa.

Os solos maravilhosamente desesperados da dupla imbatível Jeff Hanneman e Kerry King são um show à parte. Exemplo é a faixa de abertura – “Evil Has No Boundaries” – fantástica! E olha que não está sendo mencionada a rifferama feroz, típica do estilo.

Tom Araya cantando de forma mais sombria – mas com os agudos que sempre caractarizaram os primeiros discos da banda – também agrada bastante. No baixo, ele se garante!

Rever fotos dos integrantes – todos obviamente moleques na época – também é uma experiência interessante. Os guitarristas usando um leve corpse paint ao redor dos olhos, além daquelas roupas de couro, com muitos pregos, remetem de forma positiva a tudo o que foi o início do Thrash.

Enfim, o álbum clássico tem aquela pegada irada, bem executada e com músicos consagrados (Dave Lombardo já tocava muito naquele tempo – ouçam o início da faixa-título). É rápido, pesado, certeiro e atemporal. Indispensável para a coleção. Portanto, é a chance de quem ainda não tem, adquiri-lo, e para os que já o possuem, vale a pena pelo fato de o material ser remasterizado, como já dito.

PORRA, É SLAYER!

Slayer – Show no Mercy
Metal Blade/Shinigami Records – 1983/2012 (relançamento) – Estados Unidos

http://www.slayer.net
http://www.myspace.com/slayer

Tracklist:
1. Evil Has No Boundaries 03:12
2. The Antichrist 02:50
3. Die by the Sword 03:37
4. Fight Till Death 03:40
5. Metal Storm/Face the Slayer 04:55
6. Black Magic 04:07
7. Tormentor 03:46
8. The Final Command 02:33
9. Crionics 03:30
10. Show No Mercy 03:08

Total: 35:18

Fonte: Som Extremo
http://somextremo.blogspot.com
@som_extremo

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Show no Mercy - Slayer

2759 acessosSlayer: Raízes do Black Metal em Show No Mercy5000 acessosSlayer: Em 1983, antes de serem Thrash Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 25 de junho de 2012

SlayerSlayer
Kerry King elege seus dez álbuns de metal favoritos

774 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa399 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs586 acessosDave Lombardo: Ele quase morreu por overdose de café? Não!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Peppa PigPeppa Pig
"Eu gosto disso! É muito adulto!"

SlayerSlayer
As dez músicas mais macabras da banda

SlayerSlayer
Mais uma ótima versão com crianças true

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

Max CavaleraMax Cavalera
Triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Ultimate GuitarUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

David BowieDavid Bowie
A última foto pública e a última foto privada

5000 acessosDossiê Guns N' Roses: A versão de Slash para os fatos5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosRodolfo: 100% arrependido das letras dos Raimundos5000 acessosNirvana: Polícia de Seattle libera novas fotos do corpo de Cobain3846 acessosMetaleiro: popularizado no 1º RIR, termo continua polêmico4566 acessosSteven Adler: é difícil para ele ver o Frank Ferrer tocar suas músicas

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online