Anathema: Novo álbum é livre de qualquer tipo de rótulo

Resenha - Weather Systems - Anathema

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Genilson Alves
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


No início da década de 1990, a chamada “profana trindade” do death/doom inglês – formada por Paradise Lost, My Dying Bride e Anathema – influenciava toda uma geração do metal ao trazer para os domínios mais extremos do estilo elementos de música erudita, progressiva e gótica. Tal mistura de gêneros não era inédita – vide o clássico de 1987 “Into The Pandemonium” do Celtic Frost -, mas foi elevada a níveis jamais imaginados até então. Das três formações, o Anathema talvez tenha sido a menos consagrada, mas com os anos provou ser a mais íntegra e comprometida com a proposta de sempre inovar e evoluir. Alheia às pressões externas, perdeu alguns fãs pelo caminho, mas angariou muitos outros, dispostos a crescer com a banda e a descobrir novos horizontes musicais.
5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosPaixão nacional: o futebol e os roqueiros britânicos

“Weather Systems”, 11º registro de inéditas do Anathema, mostra o conjunto flertando cada vez mais com o progressivo e o post-rock, apesar de não ser possível enquadrá-lo em nenhuma dessas categorias, isso porque o grupo construiu uma identidade que o torna reconhecível independentemente do estilo que estiver executando.

A abertura com “Untouchable” (partes I e II) convida a uma experiência quase onírica pelas nove faixas do play, despertando no ouvinte sentimentos de nostalgia, esperança e redenção; “The Gathering Of The Clouds” serve como introdução para “Lightning Song”, um show à parte da vocalista Lee Douglas, que, aliás, tem papel de destaque em “Weather Systems”, e sua performance é um dos pontos altos do trabalho; a bela e contagiante “Sunlight” segue a linha post-rock de nomes como Mogwai e God Is An Astronaut; “The Storm Berfore The Calm” começa com uma pegada bem eletrônica, e culmina num dos momentos mais progressivos do álbum; “The Beginning And The End” é o primeiro single e remete ao que o Anathema fazia num passado não muito distante; “The Lost Child” é a mais melancólica e tem uma introdução que lembra a música tema do ótimo filme “O Labirinto do Fauno”; fechando a audição, temos a brilhante “Internal Landscapes”, uma das composições mais inspiradas da carreira do grupo.

Sério candidato a álbum do ano, “Weather Systems” é a consagração do Anathema como uma das melhores bandas da atualidade, e mostra que seu objetivo, antes de tudo, é fazer música de qualidade, livre das amarras de qualquer tipo de rótulo.

Faixas:

Untouchable Part 1
Untouchable Part 2
The Gathering Of The Clouds
Lightning Song
Sunlight
The Storm Before The Calm
The Beginning And The End
The Lost Child
Internal Landscapes

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Weather Systems - Anathema

1830 acessosAnathema: cativam qualquer apreciador da boa música1955 acessosAnathema: Música de qualidade acima de tudo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 19 de maio de 2012

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Anathema"

OpethOpeth
"Fã de Metal só quer saber de ter seu McLanche Feliz"

Heavy MetalHeavy Metal
As melhores músicas para meditar

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Anathema"

Ratos x MaidenRatos x Maiden
Resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson

Futebol e rockFutebol e rock
As paixões de Harris, McCartney, Daltrey e outros

Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

5000 acessosIron Maiden: Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda5000 acessosDia do Rock: dez tentativas brasileiras de assassinar o gênero5000 acessosHeavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gênero5000 acessosLinkin Park: um exemplo mostra que é a banda mais foda do mundo4934 acessosSlayer: uma ótima versão de "Raining Blood"com crianças true do Japão5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã

Sobre Genilson Alves

Genilson Alves é jornalista e autor do blog Radio Sehnsucht.

Mais matérias de Genilson Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online