Warbringer: A ser conferido com entusiasmo pelos Thrashers

Resenha - Worlds Torn Asunder - Warbringer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Rocha Thielen
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Outra grande banda da nova safra do Thrash, WARBRINGER, que lançou este, "World Torn Asunder" ano passado, um ano bem especial para o Heavy Metal, devido à grande quantidade de bons trabalhos que foram lançados, não só na vertente Thrash, mas de uma maneira geral.

Rolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saída

No som do WARBRINGER encontramos lampejos de modernidade e de Death Metal, mas o que predomina é o Thrash com influência maior de SLAYER. "Savagery", começa com uma introdução dedilhada e descamba em peso e velocidade, lembrando fácil SLAYER

O melhor vem por último, "Demonic Ecstasy" é sobrecarregada de peso e de uma atmosfera sombria e caótica, a música é puro Death Metal, excelente! Outros destaques ficam por conta de, "Shattered Like Glass", "Living Weapon" e a já citada "Savagery".

Um trabalho pra ser conferido com entusiasmo pelos Thrashers, e haverá poucos decepcionados, tendo em vista que o WARBRINGER é uma banda de muito talento, mas que pode impressionar muito mais em um futuro próximo.

Line Up:
John Kevill : Vocais
John Laux : Guitarra
Adam Carroll : Guitarra
Andy Laux : Baixo
Carlos Cruz : Bateria

Track List:
01. Living Weapon
02. Shattered Like Glass
03. Wake Up...Destroy
04. Future Ages Gone
05. Savagery
06. Treacherous Tongue
07. Echoes From The Void
08. Enemies of the State
09. Behind the Veils of Night (instrumental)
10. Demonic Ecstasy


Outras resenhas de Worlds Torn Asunder - Warbringer

Warbringer: A passos largos para o topo do Thrash Metal




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Warbringer"


Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraThrash Metal
10 novas promessas - incluindo uma brasileira


Rolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90Rolling Stone
Os 100 melhores álbuns dos anos 90

Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Ultimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da históriaUltimate Classic Rock
As 25 músicas mais tristes da história

Metallica: os motivos da saída de Jason NewstedMetallica
Os motivos da saída de Jason Newsted

Cinema: 60 filmes pra quem ama Rock e MetalCinema
60 filmes pra quem ama Rock e Metal

AC/DC: família Young é uma das mais ricas da AustráliaAC/DC
Família Young é uma das mais ricas da Austrália

Gary Holt: Não sou algum cara do New Metal tocando com o SlayerGary Holt
"Não sou algum cara do New Metal tocando com o Slayer"


Sobre Guilherme Rocha Thielen

Guilherme Rocha Thielen nasceu em 1991, em Ararangua, mas mora em Florianópolis. Fã de Legião Urbana, Metallica, Iced Earth e viciado em traduções curte Heavy Metal desde pequeno. Atualmente escuta varios estilos do Metal, principalmete Metalcore, Folk, e Melodic Death Metal. Quando sobra um tempo contribui para o Whiplash! com traduções de matérias.

Mais matérias de Guilherme Rocha Thielen no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336