RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemApós dez anos, Jason Newsted procura guitarristas para montar um projeto de metal

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemAs queixas que colegas do Paralamas mais fazem sobre Herbert Vianna, segundo o próprio

imagemSlash acha que os rockstars dos 60s e 70s eram mais inteligentes e educados que os dos 80s

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemJohn Lennon queria regravar todas as músicas dos Beatles, segundo produtor George Martin

imagemA bizarra lembrança que Kerry King tem do último show do Slayer

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemA reação de Jairo Guedz quando houve o racha do Sepultura no auge do sucesso

imagemA vingança de Joana Prado (ex-Feiticeira) contra filhos briguentos que envolve RPM


Stamp

Accept: Conseguiram um substituto à altura do baixinho

Resenha - Stalingrad - Accept

Por Junior Frascá
Postado em 01 de abril de 2012

Nota: 9

Desde o retorno do ACCEPT, com o excelente "Blood of the Nations", de 2010, estes alemães conseguiram não só reestabelecer o nome da banda, como colocá-la novamente entre as mais importantes do metal na atualidade, mostrando todas as qualidades que o tornaram referência da música pesada no passado, e incluindo uma dose de modernidade de forma precisa, e isso tudo mesmo sem um de seus membros mais importantes, o vocalista Udo.

E dois anos depois, e passada aquela euforia pela volta da banda, os caras retornam com outro grande lançamento, mostrando que realmente estão de volta em sua melhor forma, e que "Blood of the Nations" não foi um momento isolado de inspiração, embora não seja superado neste novo trabalho. Além disso o disco mostra mais uma vez que o vocalista Mark Tornillo foi a escolha certa para a banda, com seus vocais rasgados e agressivos como poucos, e que deram um toque especial ao som do ACCEPT.

Com uma gravação fantástica, capitaneada novamente pelo grande Andy Sneap (na minha opinião, o melhor produtor da atualidade), "Stalingrad" mantém a mesma pegada de seu antecessor, embora seja um pouco menos direto do que este (ou seja, demanda algumas audições para que sejam perceptíveis todos os seus elementos).

Os riffs e solos de Wolf e Herman, que sempre foram o carro chefe do som dos alemães, continuam cada vez mais precisos e afiados, mesclando elementos que vão do hard rock ao metal tradicional, sempre de forma muito coesa e cativante, fazendo o ouvinte viajar no tempo de volta aos anos 80. Além disso, a cozinha marcante de Peter Bates e Stefan Schwarzman não é das mais técnicas, mas tem uma pegada pulsante que contagia. Por fim, quanto ao trabalho vocal, seja em relação aos coros épicos ou às linhas de Mark, estão próximo à perfeição, sendo o grande destaque do disco. Que me desculpem os fãs de Udo (dentre os quais me incluo), mas os caras conseguiram um substituto à altura do baixinho.

O disco é daqueles que você coloca pra ouvir com o repeat ligado, pois todas as músicas são muito boas, com destaque para "Hung Drawn and Quartered", uma faixa típica de abertura dos trabalhos da banda, bem rápida e com vocais altos, e uma melodia grudenta; "Flash to Bang Time", com riffs e solos fantásticos, e Mark em sua melhor forma, sendo uma das melhores canções do disco; "Shadow Soldiers", mais cadenciada e com melodias obscuras, e coros épicos de arrepiar; "Agains the World", com mais um trabalho de guitarras e de vozes incrível; e "Galley", que encerra o trabalho, e possui uma levada meio setentista, e alguns dos melhores solos do disco.

Assim, meu caro amigo leitor, eis mais um álbum matador do ACCEPT, e que mantém a banda dentre as melhores da atualidade, mesmo sem trazer grandes inovações. Portanto, nos resta agradecer pela volta da banda, adquirir o disco, e apreciar sem moderação este que é sem dúvida um dos grandes lançamentos de 2012!

Stalingrad - Accept (2012 – Nuclear Blast - Importado)

Formação:
Mark Tornillo - Lead vocals
Wolf Hoffmann - Guitar
Herman Frank - Guitar
Peter Baltes - Bass guitar
Stefan Schwarzmann – Drums

"Hung, Drawn and Quartered" - 4:35
"Stalingrad" - 5:59
"Hellfire" - 6:07
"Flash to Bang Time" - 4:06
"Shadow Soldiers" - 5:47
"Revolution" - 4:08
"Against the World" - 3:36
"Twist of Fate" - 5:30
"The Quick and the Dead" - 4:25
"Never Forget" (bonus track)
"The Galley" - 7:21


Outras resenhas de Stalingrad - Accept

Resenha - Stalingrad - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Accept: Udo está cansado de comparações

Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Apocalipse: confira 5 das melhores músicas sobre o tema


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.
Mais matérias de Junior Frascá.