Accept: Conseguiram um substituto à altura do baixinho

Resenha - Stalingrad - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Desde o retorno do ACCEPT, com o excelente “Blood of the Nations”, de 2010, estes alemães conseguiram não só reestabelecer o nome da banda, como colocá-la novamente entre as mais importantes do metal na atualidade, mostrando todas as qualidades que o tornaram referência da música pesada no passado, e incluindo uma dose de modernidade de forma precisa, e isso tudo mesmo sem um de seus membros mais importantes, o vocalista Udo.
5000 acessosOverkill: mandando recado ao Avenged Sevenfold5000 acessosMegadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

E dois anos depois, e passada aquela euforia pela volta da banda, os caras retornam com outro grande lançamento, mostrando que realmente estão de volta em sua melhor forma, e que “Blood of the Nations” não foi um momento isolado de inspiração, embora não seja superado neste novo trabalho. Além disso o disco mostra mais uma vez que o vocalista Mark Tornillo foi a escolha certa para a banda, com seus vocais rasgados e agressivos como poucos, e que deram um toque especial ao som do ACCEPT.

Com uma gravação fantástica, capitaneada novamente pelo grande Andy Sneap (na minha opinião, o melhor produtor da atualidade), “Stalingrad” mantém a mesma pegada de seu antecessor, embora seja um pouco menos direto do que este (ou seja, demanda algumas audições para que sejam perceptíveis todos os seus elementos).

Os riffs e solos de Wolf e Herman, que sempre foram o carro chefe do som dos alemães, continuam cada vez mais precisos e afiados, mesclando elementos que vão do hard rock ao metal tradicional, sempre de forma muito coesa e cativante, fazendo o ouvinte viajar no tempo de volta aos anos 80. Além disso, a cozinha marcante de Peter Bates e Stefan Schwarzman não é das mais técnicas, mas tem uma pegada pulsante que contagia. Por fim, quanto ao trabalho vocal, seja em relação aos coros épicos ou às linhas de Mark, estão próximo à perfeição, sendo o grande destaque do disco. Que me desculpem os fãs de Udo (dentre os quais me incluo), mas os caras conseguiram um substituto à altura do baixinho.

O disco é daqueles que você coloca pra ouvir com o repeat ligado, pois todas as músicas são muito boas, com destaque para “Hung Drawn and Quartered”, uma faixa típica de abertura dos trabalhos da banda, bem rápida e com vocais altos, e uma melodia grudenta; “Flash to Bang Time”, com riffs e solos fantásticos, e Mark em sua melhor forma, sendo uma das melhores canções do disco; “Shadow Soldiers”, mais cadenciada e com melodias obscuras, e coros épicos de arrepiar; “Agains the World”, com mais um trabalho de guitarras e de vozes incrível; e “Galley”, que encerra o trabalho, e possui uma levada meio setentista, e alguns dos melhores solos do disco.

Assim, meu caro amigo leitor, eis mais um álbum matador do ACCEPT, e que mantém a banda dentre as melhores da atualidade, mesmo sem trazer grandes inovações. Portanto, nos resta agradecer pela volta da banda, adquirir o disco, e apreciar sem moderação este que é sem dúvida um dos grandes lançamentos de 2012!

Stalingrad - Accept (2012 – Nuclear Blast - Importado)

Formação:
Mark Tornillo - Lead vocals
Wolf Hoffmann - Guitar
Herman Frank - Guitar
Peter Baltes - Bass guitar
Stefan Schwarzmann – Drums

"Hung, Drawn and Quartered" - 4:35
"Stalingrad" - 5:59
"Hellfire" - 6:07
"Flash to Bang Time" - 4:06
"Shadow Soldiers" - 5:47
"Revolution" - 4:08
"Against the World" - 3:36
"Twist of Fate" - 5:30
"The Quick and the Dead" - 4:25
"Never Forget" (bonus track)
"The Galley" - 7:21

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Stalingrad - Accept

2332 acessosAccept: Dez faixas do mais puro Heavy Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

AC/DCAC/DC
Udo diz que ninguém o chamou e comenta atuação de Axl Rose

Metal RulesMetal Rules
Site lista os 5 melhores álbuns de reestréia

ApocalipseApocalipse
Confira 5 das melhores músicas sobre o tema

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"

OverkillOverkill
Mandando recado ao Avenged Sevenfold

MegadethMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

SepulturaSepultura
Andreas conta curiosidades sobre os primórdios da banda

5000 acessosAlice in Chains: mensagem subliminar na capa de "The Devil Put Dinosaurs Here"5000 acessosMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?5000 acessosGuns N' Roses: o "Chinese Democracy" que você nunca viu5000 acessosEm cana: bandas que gravaram video clipes em presídios de verdade3739 acessosLed Zeppelin: o álbum gravado com PJ Proby antes do debut

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online