Accept: Dez faixas do mais puro Heavy Metal

Resenha - Stalingrad - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Willian Blackwell
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Accept voltou com tudo em 2010: com Mark Tornillo (ex-TT Quick) nos vocais, os alemães lançaram 'Blood of the Nations', que foi considerado por muitos um dos melhores álbuns de metal do ano, provando que existia vida para a banda sem a marcante voz esgarniçada de seu antigo vocalista, Udo Dirkschneider.

U.D.O.: turnê pela América Latina em 2020Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal

Porém, ao mesmo tempo em que estes 'soldados do metal' se "reinventaram", conseguindo cumprir com honras essa "árdua missão" (que para muitas bandas é algo impossível), acabaram também criando um novo obstáculo na carreira, já que seria difícil superar a aceitação alcançada com o registro.

E foi nesse clima de expectativa e desafio que a trupe liderada pelo guitarrista Wolf Hoffmann e pelo baixista Peter Baltes (com Herman Frank/guitarra, Stefan Schwarzmann /bateria e o já citado Tornillo/vocal) apresentou ao mundo o seu décimo terceiro álbum de estúdio, 'Stalingrad' (2012).

Como o próprio título já denota, a atmosfera do disco possui ares grandiosos, com uma tonalidade épica presente em seus temas, o que de certa maneira o diferencia de seu antecessor. No entanto, a banda não abdicou em momento algum de suas características naturais, fazendo o que sabe fazer de melhor: equilibrou peso, velocidade e melodia de maneira perfeita, criando 10 faixas do mais puro Heavy Metal.

Mesmo assim, não me sinto confortável em afirmar com 100% de certeza que 'Stalingrad' superou (em qualidade) 'Blood of the Nations'. Com pouco tempo separando os dois, posso dizer que são ótimos álbuns com "propostas diferentes".

Acredito que o acerto maior do Accept aqui, seja o fato dos caras não se limitarem à apenas clonar o sucesso de 2010, deixando claro que os méritos conquistados nesta nova fase do grupo não são ocasionais, e muito menos passageiros.

@blackwill >> keeptrue!
http://willblackwill.tumblr.com/


Outras resenhas de Stalingrad - Accept

Accept: Conseguiram um substituto à altura do baixinho




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Accept"


U.D.O.: turnê pela América Latina em 2020

Accept: Por que a banda não reconhece Eat The Heat?, pergunta David ReeceAccept
"Por que a banda não reconhece Eat The Heat?", pergunta David Reece

Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da AlemanhaKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Accept: Wolf Hoffmann não cansou de maior clássicoAccept
Wolf Hoffmann não cansou de maior clássico


Alfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de MetalAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

Church of Satan: A maioria dos músicos de Black Metal são cristãosChurch of Satan
"A maioria dos músicos de Black Metal são cristãos"

Queen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian RhapsodyQueen
10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody

Rock e Metal: todo artista tem uma fase vergonhosaRock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposLzzy Hale: primeira vez com a Playboy foi ouvindo Metallica"Anselmo, o rei da mentira", diz namorada de Dime

Sobre Willian Blackwell

Leitor/colecionador de HQs e livros. Apreciador de cinema e boa música. Autodidata. Um espírito livre. Adepto de um perspectivismo experimentalista com tendência a gostos bizarros e atividades grosseiras. Boa gente.

Mais matérias de Willian Blackwell no Whiplash.Net.