Accept: Dez faixas do mais puro Heavy Metal

Resenha - Stalingrad - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Willian Blackwell
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Accept voltou com tudo em 2010: com Mark Tornillo (ex-TT Quick) nos vocais, os alemães lançaram ‘Blood of the Nations’, que foi considerado por muitos um dos melhores álbuns de metal do ano, provando que existia vida para a banda sem a marcante voz esgarniçada de seu antigo vocalista, Udo Dirkschneider.
5000 acessosEsquire: Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin5000 acessosRock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

Porém, ao mesmo tempo em que estes ‘soldados do metal’ se “reinventaram”, conseguindo cumprir com honras essa “árdua missão” (que para muitas bandas é algo impossível), acabaram também criando um novo obstáculo na carreira, já que seria difícil superar a aceitação alcançada com o registro.

E foi nesse clima de expectativa e desafio que a trupe liderada pelo guitarrista Wolf Hoffmann e pelo baixista Peter Baltes (com Herman Frank/guitarra, Stefan Schwarzmann /bateria e o já citado Tornillo/vocal) apresentou ao mundo o seu décimo terceiro álbum de estúdio, ‘Stalingrad’ (2012).

Como o próprio título já denota, a atmosfera do disco possui ares grandiosos, com uma tonalidade épica presente em seus temas, o que de certa maneira o diferencia de seu antecessor. No entanto, a banda não abdicou em momento algum de suas características naturais, fazendo o que sabe fazer de melhor: equilibrou peso, velocidade e melodia de maneira perfeita, criando 10 faixas do mais puro Heavy Metal.

Mesmo assim, não me sinto confortável em afirmar com 100% de certeza que ‘Stalingrad’ superou (em qualidade) ‘Blood of the Nations’. Com pouco tempo separando os dois, posso dizer que são ótimos álbuns com "propostas diferentes".

Acredito que o acerto maior do Accept aqui, seja o fato dos caras não se limitarem à apenas clonar o sucesso de 2010, deixando claro que os méritos conquistados nesta nova fase do grupo não são ocasionais, e muito menos passageiros.

@blackwill >> keeptrue!
http://willblackwill.tumblr.com/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Stalingrad - Accept

4186 acessosAccept: Conseguiram um substituto à altura do baixinho

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de junho de 2012

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

Billy CorganBilly Corgan
Revelando seus álbuns favoritos de Metal

Sala de SomSala de Som
5 discos pra começar a ouvir heavy metal

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"

EsquireEsquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

RockRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

AerosmithAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

5000 acessosEmos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist5000 acessosDave Navarro: conheça a filha atriz pornô do músico5000 acessosAndreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"5000 acessosImmortal: A selfie do Oscar em uma versão muito mais true5000 acessosMarty Friedman: 10 álbuns que mudaram a vida do guitarrista5000 acessosFuturologia: como estariam Cobain, Hendrix, Joplin e Morrisson?

Sobre Willian Blackwell

Leitor/colecionador de HQs e livros. Apreciador de cinema e boa música. Autodidata. Um espírito livre. Adepto de um perspectivismo experimentalista com tendência a gostos bizarros e atividades grosseiras. Boa gente.

Mais matérias de Willian Blackwell no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online