RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemIron Maiden, RATM e Soundgarden são indicados ao Rock And Roll Hall Of Fame

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência


Stamp

Tony Iommi & Glenn Hughes: Como não se empolgar?

Resenha - Fused - Tony Iommi & Glenn Hughes

Por André Prado
Postado em 24 de fevereiro de 2012

Tony Iommi talvez seja um dos riff-makers mais prolíficos da história. Independentemente do sucesso e de quantos integrantes originais o Black Sabbath tinha, e se esta banda estava na ativa ou não; lá ia ele e lançava um álbum com sua assinatura inconfundível e versátil. Essa assinatura da qual é impossível não identificar independentemente se Ozzy, Gillan, Dio, Hughes ou Martin estavam nos vocais, pois em cada uma das "fases" é bem perceptível a característica empregada pelo guitarrista, passeando pela crueza, melodia e peso com identidade própria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E falando sobre a fase com Hughes nos vocais, aqueles eram tempos difíceis para Tony Iommi. Vendo a saída de Ian Gillan depois da gravação do subestimado e histórico "Born Again" , a banda se viu em várias trocas de integrantes e Iommi convidou Glenn Hughes para assumir os vocais e também o baixo da banda; e assim foi lançado "Seventh Star". Criticado por uns e admirado por outros (inclusive por este que vos fala), esse único álbum gravado com a voz de Hughes foi um marco para o Black Sabbath (bem "por acaso" "In For The Kill" mostra isso), e aqui em "Fused" temos a chance de reviver tudo isso de forma magnífica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lançado em 2005, é o segundo trabalho colaborativo entre Iommi e Hughes. Se "The Dep Sessions" lançado dois anos antes já foi ótimo, aqui as proporções se tornam épicas. Iommi e Hughes muito mais do que reviver uma antiga e breve formação do Black Sabbath, mostram que aqui o som que fazem é algo totalmente novo e com caraterísticas próprias, que são capazes de dar saudades no mais fanático fã do Black Sabbath do melhor da banda - não fãs idiotas.

"Fused" nas palavras de Glenn Hughes é o último álbum lançado em colaboração com Tony Iommi, aqui os dois quiseram fechar com chave de outro sua história. Sim, isso é uma pena. Se perceberam Iommi ultimamente está buscando se reunir com seus melhores amigos. Com (RIP) Dio no Heaven & Hell, Gillan no projeto tremendão Who Cares, agora com Ozzy com o nome Black Sabbath, e seria um prazer inimaginável se esse tiozinho se reunisse novamente com Glenn Hughes (assim como Tony Martin também) para mais um projeto. Entretanto entendo como eles pensam. Só reside a humildade e a grandeza em grandes músicos, coisa que eles são.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pelas 10 faixas de "Fused" fiquei pensando e não me veio nada a mente capaz de sugerir um destaque absoluto, e realmente ele não há. Aqui temos talvez o melhor do Black Sabbath (se é que dá em 10 faixas) e o melhor de Hughes e Iommi.

A balada "Deep Inside a Shell", a pesadíssima faixa "Grace", a pegada da "Savior Of The Real", a clássica oitentista "What You're Living Four", a melodia contagiante da "Face Your Fear". Duvido você não balançar incontrolavelmente a cabeça com "Dopamine" e "Wasted Again". Se os mais puristas ainda sim reclamam... "The Spell" é bem arrastadona para agradar os cabeças-duras. E o que falar da excelente "I Go Insane"?. Talvez seja o título apropriado ao final da audição do álbum, dá pra ficar maluco de tanta empolgação.

Outra coisa que... bom, talvez nem precisa dizer, é da atuação vocal de Hughes que nos entrega mais uma vez uma performance emocionante e de Iommi nas seis cordas pesadíssimas como sempre. Então é mais justo avaliar a performance do baterista Kenny Aronoff, de uma pegada perfeita. Simples, básico, e de um arroz com feijão bem temperado que deixaria Vinnie Appice orgulhoso.

Sim, posso ter dado um tom por demais fanático a resenha, sim sou fã confesso dessas duas lendas. Mas como não se empolgar quando duas lendas se reencontram? Escute o álbum e você terá a mesma percepção.

"Fused" é mais que recomendado a aqueles que curtem Black Sabbath, Iommi, Hughes e aqueles mesmo meio alienados procurando uma boa música pra balançar a cabeça. Sem exageros, mas dá uma sensação de que posso morrer feliz depois de ter escutado isso...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal