Severe Torture: Álbum direto, sem frescuras e sacanagem

Resenha - Slaughtered - Severe Torture

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flávio Mendes Santana
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


SEVERE TORTURE é uma banda sinônimo de orgulho no Death Metal Brutal. Cada álbum lançado é uma amostra do quanto os caras evoluíram tecnicamente e com personalidade, sem soar forçados e repetitivos. Desde o podraço "Feasting on Blood" até a técnica mais apurada que pode ser conferida no álbum atual de estúdio, "Slaughtered". Com vocais brutais, aliado aos instrumentais maduros e potentes, o SEVERE TORTURE, vai chegando aos poucos no patamar de respeito entre as grandes bandas do cenário, convenhamos, sem precisar se promover forçadamente.

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockSeparados no nascimento: Geddy Lee e Marquito do Ratinho

Os holandeses foram mais além do que o álbum anterior "Sworn Vengeance" e conseguiram compor músicas em uma atmosfera bem mais brutal e que, certamente darão aos caras mais tranquilidade de promovê-lo em turnês por um bom tempo, dada a qualidade extrema das composições.

Logo de cara a faixa "Grave Condition" expõe a brutalidade com os urros do vocalista Dennis, acompanhados de blastbeats e riffs insanos, tendo até umas passagens mais Thrash Metal durante o andamento da música. "Unholy Misconception" dá continuidade, e já inicia e mantém a pegada Thrash, alternando entre os blastbeats no refrão, e aliás, que refrão carregado! "Deride Jesus" já expõe alguns elementos mais melódicos da banda, a partir do solo, bem executado por Marvin Vriesde, a bateria mantém o a pegada rápida, e chega a lembrar os blastbeats aplicados pelo Mike Smith do SUFFOCATION.

Para não esfriar o prato quente dos holandeses, já emendam a brutalíssima "Defective Fornication", que mantém a pegada extrema do início ao fim sem tempo de respirar, e mais um belo solo é aplicado no momento preciso. A próxima faixa "Slaughtered" em minha opinião, é a melhor do álbum, devido a dinâmica e técnica instrumental da banda e o solo que, sem palavras, tornou a composição mais que completa. "Feeding on Cadavers" possui riffs muito interessantes, mantendo uma levada mais dinâmica com bumbos duplos, blastbeats, e guitarras alternando em dois tons, cadenciando em uma levada mais melódica em sua metade. "Inferior Divinity" se inicia com uma introdução sinistra, faixa esta que é a mais lenta e cadenciada, e os riffs são mais groove, mas nada que soe apelativo ou comercial. "Incarnation of Impurity" retorna a brutalidade, alternando entre o Death Metal Brutal e o Thrash, dando mais uma cadenciada em sua metade.

"To Relieve the Mortal Flesh of Pain", faixa apenas instrumental, curta por sinal, que não atrapalha o andamento do álbum, mais pode ser pulada sem problemas (hehehe). "Swallowing Decay" finaliza o álbum do mesmo modo que começou, brutal! Palhetadas precisas, blastbeats e viradas de bateria constantes, a faixa tem seu desfecho uma melodia muito boa, coisa de músicos que sabem o que fazem!

Álbum direto, sem frescuras e sacanagem de mudanças musicais, apenas algumas singelas passagens melódicas para adaptar aos solos e agregar a atmosfera sombria do Death Metal. Recomendado aos fãs de DEICIDE, CANNIBAL CORPSE, SUFFOCATION e outros ícones do Metal Extremo!

Slaughtered - Severe Torture
(2010 - Season of Mist)

Track list:
1 - Grave Condition
2 - Unholy Misconception
3 - Deride Jesus
4 - Defective Fornication
5 - Slaughtered
6 - Feeding on Cadavers
7 - Inferior Divinity
8 - Incarnation of Impurity
9 - To Relieve the Mortal Flesh of Pain
10 - Swallowing Decay

Line up:
Dennis Schreurs - Vocais
Marvin Vriesde - Guitarras
Thijs Van Laarhoven - Guitarras
Patrick Boleij - Baixo
Seth Van De Loo - Bateria




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Severe Torture"


Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock

Separados no nascimento: Geddy Lee e Marquito do RatinhoSeparados no nascimento
Geddy Lee e Marquito do Ratinho

Capas de álbuns: 30 das piores artes da históriaCapas de álbuns
30 das piores artes da história

Tom Araya: Não sou ateu; acredito em Deus!Tom Araya
"Não sou ateu; acredito em Deus!"

Raul Seixas: 10 importantes obras do Maluco BelezaRaul Seixas
10 importantes obras do Maluco Beleza

Dire Straits: Sultans Of Swing, ainda irretocável décadas depoisDire Straits
Sultans Of Swing, ainda irretocável décadas depois

Iron Maiden: um brasileiro registrado com o nome da bandaIron Maiden
Um brasileiro registrado com o nome da banda


Sobre Flávio Mendes Santana

Nascido e criado na capital paulista, descobriu e se identificou com o universo do Rock no início da adolescência. Atualmente, tem como preferência o Metal Extremo, mas também explora algumas outras vertentes do Rock. Está sempre de olho nos últimos lançamentos, shows e matérias de suas bandas favoritas.

Mais matérias de Flávio Mendes Santana no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336