Vader: Mais um álbum altamente recomendado

Resenha - Welcome to the Morbid Reich - Vader

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flávio Mendes Santana
Enviar Correções  

10


O VADER é uma banda admirável no gênero Death Metal, pois nunca se desviou das influências do som tradicional do Heavy Metal, onde sempre, se não fez um album bom, fez um álbum excelente. Apesar de nos últimos anos terem ocorrido muitas alterações na formação, a banda polonesa nunca se perdeu com as famosas desculpas de "inovações musicais". Aliás, se o VADER conta com Piotr "Peter" Wiwczarek como frontman, então se dispensam preocupações e comentários.

O álbum se incia com a intro "Ultima Thule", curta, praticamente colada na faixa "Return to the Morbid Reich" que cadencia a tradicional proposta do VADER que é o Death/Thrash Metal, com um belo solo, bem técnico, e possui um vocal rasgado na metade da faixa, que creio eu não seja do Peter. Em seguida vem "The Black Eye" com um som mais levado pro Thrash, recheada de solos bem trabalhados durante a música, que aliás, nessa faixa estão os solos mais belos do álbum.

publicidade

A faixa "Come and See My Sacrifice" soa mais old-school e, foi a primeira faixa disponibilizada pelos poloneses antes do lançamento oficial do álbum. "Only Hell Knows" tem de início um riff complexo, chegando a ser estranho (no bom sentido) e muito interessante, a faixa é muito veloz, e mostra que Peter mesmo depois de muitos anos de estrada, tem ainda muita lenha para queimar! "I Am Who Feasts Upon Your Soul" é uma das melhores faixas do álbum, inicia com uma introdução sinistra, com orquestrações acompanhadas por riffs bem trabalhados e a bateria dando o ar da graça com os bumbos duplos, os vocais rasgados aparecem novamente no decorrer da faixa, fator meio que diferenciado nos albuns do VADER.

publicidade

Sem pausa para respirar, entra a faixa "Don't Rip the Beast's Heart Out" introduzindo um duelo de solos muito legal, com riffs técnicos mais uma vez bem trabalhados, durante os versos da música, blast beats carregados enaltecem os vocais de Peter, que aliás continuam muito fortes, mais uma faixa de destaque do álbum. O riff de abertura da próxima faixa "I Had a Dream…" dá um ar de "hino", muito boa por sinal, uma faixa que mistura um groove na cozinha do VADER que aliás neste álbum ficou muito saborosa. "Lord of Thorns" acredito eu é perfeita para ser tocada em shows, convidando fãs ao mosh, com um refrão muito bom para ser acompanhado e riffs envolventes de Thrash Metal.

publicidade

Agora a próxima faixa é absolutamente a melhor do álbum, o clássico regravado "Decapitated Saints" tem um som ultra-rápido, um Thrash Metal muito competente, direto, sem firulas! Uma pausa para respirar com a intro "They Are Coming…" com mais uma vez trazendo uma atmosfera orquestrada bem interessante, e que dá passagem para a faixa "Black Velvet and Skulls of Steel" que é mais lenta e, carrega riffs com mais groove, onde passa-se a evidenciar mais o som do baixo (gravado mais uma vez por Peter nesse álbum), destaque para o belo solo, curto, mais interessante.

publicidade

A primeira faixa-bônus do álbum é "Troops of Tomorrow", que tem uma proposta mais industrial, com um baixo "sujo" persisitindo no início da faixa, com mais um curto e belíssimo solo e vocais que soam com efeitos. Já a curta "Raping the Earth" é executada em ritmo totalmente Thrash Metal. O destaque para a nova formação do VADER vai para o guitarrista Spider, que possui uma técnica muito bem apurada para os solos que acredito eu tenha sido o fator que mais acrescentou a banda neste álbum além dos riffs matadores característicos. Outro destaque é a capa do álbum que é belíssima! Álbum altamente recomendado!

publicidade

Welcome to the Morbid Reich - VADER
(2011 - Nuclear Blast Records)

Line-up:
Piotr "Peter" Wiwczarek - Guitarras, Baixo
Spider - Guitarras
Paul - Bateria

Tracklist:
1 - Ultima Thule
2 - Return to the Morbid Reich
3 - The Black Eye
4 - Come and See My Sacrifice
5 - Only Hell Knows
6 - I Am Who Feasts Upon Your Soul
7 - Don't Rip the Beast's Heart Out
8 - I Had a Dream…
9 - Lord of Thorns
10 - Decapitated Saints
11 - They Are Coming…
12 - Black Velvet and Skulls of Steel
13 - Troops of Tomorrow (Bônus)
14 - Raping the Earth (Bônus)

publicidade


Outras resenhas de Welcome to the Morbid Reich - Vader

Vader: O tempo passa e a banda não amolece

Vader: Como de praxe, mais uma vez um trabalho de respeito




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Metal Hammer: As melhores músicas da história do Death MetalMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal


Tarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000Tarja
Agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock


Sobre Flávio Mendes Santana

Nascido e criado na capital paulista, descobriu e se identificou com o universo do Rock no início da adolescência. Atualmente, tem como preferência o Metal Extremo, mas também explora algumas outras vertentes do Rock. Está sempre de olho nos últimos lançamentos, shows e matérias de suas bandas favoritas.

Mais matérias de Flávio Mendes Santana no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin