AC/DC: catarse coletiva e fanatismo quase religioso

Resenha - Live at River Plate - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


“O AC/DC é minha religião, Angus é meu pastor e o rock and roll nunca me faltará”. Essa frase resume o que é o DVD "Live at River Plate", novo lançamento da lendária banda liderada pelos irmãos Angus e Malcolm Young.
738 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify5000 acessosAskmen.com: site elege as dez melhores músicas do Nirvana

O hard com pitadas de blues do quinteto, que está na estrada há 35 anos, faz parte da trilha-sonora de toda e qualquer pessoa que gosta de rock. A escolha da capital argentina, Buenos Aires, como cenário, deixa isso evidente como nunca. A plateia, formada não apenas pelos 'hermanos', mas por fãs de toda a América do Sul, proporciona cenas de catarse coletiva e fanatismo quase religioso pelo grupo. Ela é, sem dúvida, o personagem principal durante todo o DVD.

A renovação sentida no ótimo "Black Ice" (2008) é levada ao palco por uma banda afiadíssima. Ancorada na cozinha sólida formada por Cliff Williams e Phil Rudd, a banda desfila o arsenal de riffs antológicos que fizeram a sua fama. Malcolm Young é o porto seguro que serve de base para o vôos e solos sacanas e cheios de melodia de seu irmão Angus, não apenas um dos maiores guitarristas da história do rock mas também um dos seus mais inesquecíveis personagens. Na frente de tudo, Brian Johnson segura a onda com a doçura rude e o jogo de cintura de quem foi o protagonista de uma das substituições mais ingratas da música ao assumir o posto do falecido Bon Scott.

O diretor David Mallet, colaborador de longa data do grupo, teve como trabalho principal posicionar as câmeras nos melhores pontos do estádio, sentar e observar. O show que o público dá é espetacular! Coube a Mallet ter a sensibilidade e o talento para transpor toda essa energia e loucura argentina para o DVD, o que ele fez com maestria. O resultado é que, sem dúvida alguma, "Live at River Plate" é o melhor registro em vídeo de um show do AC/DC em quase quatro décadas de carreira! A esperta sacada de Mallet em dividir a tela em vários momentos do show dá a exata dimensão da interação entre a banda e a plateia, que responde de maneira instantânea a tudo o que acontece sobre o palco.

Impressiona também o quanto as músicas de "Black Ice" funcionam bem ao vivo. “Rock and Roll Train”, por exemplo, que abre o concerto após uma divertida animação que culmina com uma locomotiva gigantesca invadindo literalmente o palco, é, com certeza, um dos novos clássicos do grupo. As outras faixas do disco tocadas no show - “Big Jack”, “Black Ice” e “War Machine” - levantam o público, ratificando o status de "Black Ice" como um dos grandes álbuns da carreira do AC/DC.

A faceta blues da banda transforma o palco em um inferninho à beira do Rio Mississipi em “The Jack”, com direito ao esperado strip-tease de Angus Young. Inserindo itens de alto impacto em momentos estratégicos do show – a já citada locomotiva de “Rock and Roll Train”, o sino de “Hells Bells”, a gigantesca boneca inflável de “Whole Lotta Rosie” e os canhões de “For Those About to Rock” -, o AC/DC mantém a excepcional audiência com sangue nos olhos constantemente.

"Live at River Plate" traz o AC/DC tocando para aquela que é, provavelmente, a melhor plateia de sua longa carreira. Poucas vezes assisti uma ligação tão profunda e intensa entre uma banda e seu público como vi aqui. Essa é a principal qualidade de "Live at River Plate".

Como bônus, um breve documentário sobre os nove dias que a banda passou em Buenos Aires durante os três shows que se transformaram no DVD, e a animação que antecede “Rock and Roll Train”.

Logo no início da apresentação, Brian Johnson diz para o público que “we don't speak much Spanish, but we speak rock'n'roll pretty good”. A gente sabe disso, Brian. O amor de um país por uma banda está documentado em "Live at River Plate", o melhor DVD ao vivo do AC/DC, um dos mais sensacionais vídeos ao vivo já lançados e, desde já, o melhor DVD de 2011. Compre!

Faixas:
1 – Intro
2 – Rock ‘N’ Roll Train
3 – Hell Ain’t a Bad Place to Be
4 – Back in Black
5 – Big Jack
6 – Dirty Deeds Done Dirt Cheap
7 – Shot Down in Flames
8 – Thunderstruck
9 – Black Ice
10 – The Jack
11 – Hells Bells
12 – Shoot to Thrill
13 – War Machine
14 – Dog Eat Dog
15 – You Shock Me All Night Long
16 – T.N.T.
17 – Whole Lotta Rosie
18 – Let There Be Rock
19 – Highway to Hell
20 – For Those About to Rock (We Salute You)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Live at River Plate - AC/DC

5000 acessosAC/DC: DVD mostra show sensacional da turnê de 2009

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

738 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify573 acessosAC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"223 acessosFabio Lima: em vídeo, 13 songs by AC/DC0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

AC/DCAC/DC
Duff Mckagan ficou impressionado com o que viu

Heavy MetalHeavy Metal
As 10 melhores bandas de todos os tempos

AC/DCAC/DC
Phil Rudd topa voltar se Axl Rose cair fora

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

NirvanaNirvana
Site elege as dez melhores músicas do grupo

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

The OsbournesThe Osbournes
Sharon conta como Ozzy tentou assassiná-la

5000 acessosEm vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano5000 acessosTraduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo5000 acessosBullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnê5000 acessosOzzy Osbourne: "quando Randy entrou, achei que era uma fada"5000 acessosBlack Metal: cinco bandas contraindicadas para quem é "true"4344 acessosDavid Bowie: músico preparou álbuns póstumos

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online