AC/DC: catarse coletiva e fanatismo quase religioso

Resenha - Live at River Plate - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar Correções  

publicidade

10


"O AC/DC é minha religião, Angus é meu pastor e o rock and roll nunca me faltará". Essa frase resume o que é o DVD "Live at River Plate", novo lançamento da lendária banda liderada pelos irmãos Angus e Malcolm Young.

AC/DC: astronautas estavam ouvindo "Back in Black" antes do lançamentoGuns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?

O hard com pitadas de blues do quinteto, que está na estrada há 35 anos, faz parte da trilha-sonora de toda e qualquer pessoa que gosta de rock. A escolha da capital argentina, Buenos Aires, como cenário, deixa isso evidente como nunca. A plateia, formada não apenas pelos 'hermanos', mas por fãs de toda a América do Sul, proporciona cenas de catarse coletiva e fanatismo quase religioso pelo grupo. Ela é, sem dúvida, o personagem principal durante todo o DVD.

A renovação sentida no ótimo "Black Ice" (2008) é levada ao palco por uma banda afiadíssima. Ancorada na cozinha sólida formada por Cliff Williams e Phil Rudd, a banda desfila o arsenal de riffs antológicos que fizeram a sua fama. Malcolm Young é o porto seguro que serve de base para o vôos e solos sacanas e cheios de melodia de seu irmão Angus, não apenas um dos maiores guitarristas da história do rock mas também um dos seus mais inesquecíveis personagens. Na frente de tudo, Brian Johnson segura a onda com a doçura rude e o jogo de cintura de quem foi o protagonista de uma das substituições mais ingratas da música ao assumir o posto do falecido Bon Scott.

O diretor David Mallet, colaborador de longa data do grupo, teve como trabalho principal posicionar as câmeras nos melhores pontos do estádio, sentar e observar. O show que o público dá é espetacular! Coube a Mallet ter a sensibilidade e o talento para transpor toda essa energia e loucura argentina para o DVD, o que ele fez com maestria. O resultado é que, sem dúvida alguma, "Live at River Plate" é o melhor registro em vídeo de um show do AC/DC em quase quatro décadas de carreira! A esperta sacada de Mallet em dividir a tela em vários momentos do show dá a exata dimensão da interação entre a banda e a plateia, que responde de maneira instantânea a tudo o que acontece sobre o palco.

Impressiona também o quanto as músicas de "Black Ice" funcionam bem ao vivo. "Rock and Roll Train", por exemplo, que abre o concerto após uma divertida animação que culmina com uma locomotiva gigantesca invadindo literalmente o palco, é, com certeza, um dos novos clássicos do grupo. As outras faixas do disco tocadas no show - "Big Jack", "Black Ice" e "War Machine" - levantam o público, ratificando o status de "Black Ice" como um dos grandes álbuns da carreira do AC/DC.

A faceta blues da banda transforma o palco em um inferninho à beira do Rio Mississipi em "The Jack", com direito ao esperado strip-tease de Angus Young. Inserindo itens de alto impacto em momentos estratégicos do show – a já citada locomotiva de "Rock and Roll Train", o sino de "Hells Bells", a gigantesca boneca inflável de "Whole Lotta Rosie" e os canhões de "For Those About to Rock" -, o AC/DC mantém a excepcional audiência com sangue nos olhos constantemente.

"Live at River Plate" traz o AC/DC tocando para aquela que é, provavelmente, a melhor plateia de sua longa carreira. Poucas vezes assisti uma ligação tão profunda e intensa entre uma banda e seu público como vi aqui. Essa é a principal qualidade de "Live at River Plate".

Como bônus, um breve documentário sobre os nove dias que a banda passou em Buenos Aires durante os três shows que se transformaram no DVD, e a animação que antecede "Rock and Roll Train".

Logo no início da apresentação, Brian Johnson diz para o público que "we don't speak much Spanish, but we speak rock'n'roll pretty good". A gente sabe disso, Brian. O amor de um país por uma banda está documentado em "Live at River Plate", o melhor DVD ao vivo do AC/DC, um dos mais sensacionais vídeos ao vivo já lançados e, desde já, o melhor DVD de 2011. Compre!

Faixas:
1 – Intro
2 – Rock ‘N’ Roll Train
3 – Hell Ain’t a Bad Place to Be
4 – Back in Black
5 – Big Jack
6 – Dirty Deeds Done Dirt Cheap
7 – Shot Down in Flames
8 – Thunderstruck
9 – Black Ice
10 – The Jack
11 – Hells Bells
12 – Shoot to Thrill
13 – War Machine
14 – Dog Eat Dog
15 – You Shock Me All Night Long
16 – T.N.T.
17 – Whole Lotta Rosie
18 – Let There Be Rock
19 – Highway to Hell
20 – For Those About to Rock (We Salute You)


Outras resenhas de Live at River Plate - AC/DC

Resenha - Live At River Plate - AC/DC



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


AC/DC: astronautas estavam ouvindo Back in Black antes do lançamentoAC/DC
Astronautas estavam ouvindo "Back in Black" antes do lançamento

AC/DC: Em vídeo, Brian Johnson pede desculpas por cancelamento do BonFestAC/DC
Em vídeo, Brian Johnson pede desculpas por cancelamento do BonFest

The Circle: banda de Sammy Hagar e Jason Bonham toca Whole Lotta Rosie, do AC/DCThe Circle
Banda de Sammy Hagar e Jason Bonham toca "Whole Lotta Rosie", do AC/DC

AC/DC: em momento de fofura, Phil Rudd entra em brincadeira da filha no Tik TokAC/DC
Em momento de fofura, Phil Rudd entra em brincadeira da filha no Tik Tok

Collectors Room: conheça a coleção de Marino Dias

Action Figures: Lista de 23 colecionáveis raros do rock e metalAction Figures
Lista de 23 colecionáveis raros do rock e metal

Coronavírus: AC/DC na varanda da casa na Itália por causa da quarentenaCoronavírus
AC/DC na varanda da casa na Itália por causa da quarentena

Angus Young: Anthrax deseja feliz aniversário ao guitarrista em suas redes sociaisAngus Young
Anthrax deseja feliz aniversário ao guitarrista em suas redes sociais

Guns N' Roses: perfil da banda nas redes deseja feliz aniversário a Angus YoungGuns N' Roses
Perfil da banda nas redes deseja feliz aniversário a Angus Young


AC/DC: livro nomeia Back in Black 2º melhor australianoAC/DC
Livro nomeia "Back in Black" 2º melhor australiano

Bruce Dickinson: Seria terrível se o AC/DC acabasse com Axl no vocalBruce Dickinson
"Seria terrível se o AC/DC acabasse com Axl no vocal"


Guns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?Guns N' Roses x Nirvana
O que ocorreu em 1992?

Steve Perry: 5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do JourneySteve Perry
5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do Journey


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin