Engines of Torture: Death Metal bruto, rápido e agressivo

Resenha - Obsidian Redemption - Engines of Torture

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após o auge em meados dos anos 90, o Death Metal passou um período de alguns anos onde um tanto quanto relegado ao underground, quase que morto, mas como esses eventos no Metal são periódicos, o estilo volta a estar em alta, trazendo bandas com revoluções interessantes, e outras que seguem a velha cartilha, sem inovar, mas ao mesmo, com trabalhos dignos de nota e menção honrosa, caso em que se enquadra o ENGINES OF TORTURE, que chega até nós com seu primeiro testemunho em CD, o EP ‘Obsidian Redemption’, que é uma verdadeira ceia de Death Metal bruto, rápido, cheio de agressividade e sem muita frescura, mas com trabalho musical notável, em algo similar ao trabalho de nomes como NILE, MONSTROSITY, MALEVOLENT CREATION, DISMEMBER e outros da mesma linha.
5000 acessosAve, Satan!: As dez melhores músicas sobre o Inferno5000 acessosSystem Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músico

A arte é bem trabalhada e extrema em vários aspectos, mas bem feita, e no tocante ao aspecto musical, a produção está muito boa, em um nível digno de nota, pois a musicalidade da banda saindo pelos falantes é bem clara e compreensível ao ouvinte.

O CD abre com uma introdução, ‘Black Plague’, de deixar os cabelos em pé, para depois vir ‘Heretic’s Fork’, bem agressiva, rápida e brutal, com um vocal à lá Jorg Fisher, com ótimas levadas de bateria e guitarras ríspidas, e ‘Shaped in Hate’ segue a mesma linha, apesar de iniciar um pouco mais cadenciada. Seguindo, temos a faixa-título, com base baixo/bateria dando um show nas variações de andamento, e fechando, ‘Deadlands’, bem variada, apesar da rapidez quase constante.

Boa banda, que se souber manter o pique e evoluir na medida certa, promete.

Formação:

Vinícius Freitas (Blacklothus) – Vocais
Wederson Felix – Guitarras
Felipe Cabral – Guitarras
Thiago Barbosa – Baixo
Sílvio Rocha – Bateria

Tracklist:
1. Black Plague
2. Heretic’s Fork
3. Shaped in Hate
4. Obsidian Redemption
5. Deadlands

Contatos:
http://www.myspace.com/enginesovtorture
enginesoftortureband@gmail.com
enginesoftorture@hotmail.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Engines of Torture"

Ave, Satan!Ave, Satan!
As dez melhores músicas sobre o Inferno

System Of A DownSystem Of A Down
Daron Malakian ensina como ser músico

Dr. SinDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

5000 acessosAC/DC: 10 músicas de outros artistas que parecem da banda5000 acessosFotos de Infância: Janis Joplin5000 acessosSlayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman5000 acessosRoadrunner: os dez melhores vídeo-clipes da gravadora5000 acessosJudas Priest: KK Downing fala sobre os motivos da saída5000 acessosBlind Melon: 'Dream Theater? Desliga essa porra!'

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online