Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemVídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC


In-Edit

Blitzkrieg: Disco de 1985 que todos deveriam ouvir

Resenha - A Time of Changes - Blitzkrieg

Por Arthur Matos
Em 23/01/11

Nota: 10

Boa parte dos aprecidores de rock/metal elegem os anos 80 como os mais produtivos de ambos estilos, e mesmo que muita coisa boa seja produzida hoje é inegável que tal época realmente tem uma "aura" diferente, seja pela consolidação do gênero no mundo, seja pelas inúmeras cenas regionais que se formaram nessa época.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nos anos 80 vimos a ascensão do thrash, a criação do death e black metal, assim como a formação de bandas cultuadas até hoje como MEGADETH e SLAYER, além da consolidação da carreira do IRON MAIDEN. Isso tudo obviamente partindo de uma análise bem rasa.

O que muita gente não sabe é que os anos 80 não sobreviveram apenas de METALLICA e IRON MAIDEN. O underground trouxe à cena bandas excelentes, influentes e que, por motivos diversos, não vieram a alcançar o sucesso das bandas citadas anteriormente. Uma lista com todas essas bandas seria uma coisa impossível de se fazer, porém certos artistas merecem alguns parágrafos a parte.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O BLITZKRIEG é um deles. Pertencentes a tão comentada "NWOBHM", o BLITZKRIEG não alcançou o "mainstream". Mas marcaram seu nome na história do metal. "A Time Of Changes", lançado em 1985 marcou uma geração de bandas. Apesar de não ter alcançado o status de um "Powerslave", por exemplo, o mesmo possui qualidade semelhante sem sombra de dúvida.

"Ragnarok/Inferno" abre o massacre prosseguido por "Blitzkrieg" e "Pull The Trigger" (essa presente também no album "Court In The Act" do SATAN, que também contava com os vocais de Brian Ross, que brilhantemente gravou "A Time Of Changes"). "Armageddon", "Hell to Pay", "Vikings", "A Time of Changes" e "Saviour" completam a obra prima. Quem escutou esse álbum, com certeza sabe o quanto as músicas possuem uma atmosfera interessante, bem "old school" mesmo. E quem não ouviu, deveria tratar de fazê-lo, pois esse é o tipo de trabalho que todo mortal tem que apreciar antes de partir para o outro lado. Ultra Recomendado. Kill The Time!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Obs: Apesar da banda nunca ter alcançado sucesso comercial significativo, a mesma já teve suas músicas interpretadas por vários artistas, incluindo o METALLICA, como pode ser visto na coletânea "Garage Inc.", onde a faixa que dá nome a banda foi coverizada pela trupe de Hetfield.

Tracklist

1- Ragnarok (Instrumental)1:45
2- Inferno 4:30
3 - Blitzkrieg 3:21
4 - Pull the Trigger 5:25
5 - Armageddon 6:16
6 - Hell to Pay 4:44
7 - Vikings 4:03
8 - A Time of Changes 6:24
9 - Saviour 3:38


Outras resenhas de A Time of Changes - Blitzkrieg

Resenha - A Time Of Changes - Blitzkrieg

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Arthur Matos

Nascido no Triângulo Mineiro, Arthur Matos trabalha no mercado livreiro e é fundador e editor do site Just Kill The Time. Estudante de Relações Internacionais e administração, teve contato com o Rock desde cedo e logo se viu imerso em um mundo onde não há saída. Fã de (quase) todas as vertentes do Rock, tenta ajudar a cena que tanto gosta de uma forma ou de outra, seja trabalhando com bandas, comprando um CD ou vendendo os mesmos. Acredita que Varg é o gênio do mal mais talentoso do mundo. Também acredita que o Iron Maiden nunca deveria acabar.

Mais matérias de Arthur Matos.