Clenched Fist: heavy clássico sem misturebas infrutíferas

Resenha - Tribute To The Brave Ones - Clenched Fist

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Glauco Silva
Enviar Correções  


Mais que uma pequena jóia do mais tradicional Heavy, esse lançamento é uma verdadeira conquista para o Clenched Fist, uma das mais conhecidas - e queridas - bandas de nosso undergound. O quinteto paulistano estava com esse debut gravado já há algum tempo, mas coube à Marquee a louvável iniciativa de lançar este CD.

Pouquíssima coisa mudou desde que lançaram a demo "Into The Fire", resenhada aqui na Whiplash por este mesmo escriba - e se tratando de uma banda que louva o metal de raiz, sem concessões ou modernices, isso já é um ótimo sinal. A novidade mais marcante é a inclusão de 2 faixas cantadas em nossa língua pátria: nem sempre dá certo essa mistura, mas aqui ficou ótimo.

publicidade

15 faixas compõem o CD, sendo as 7 últimas a demo acima citada, como bônus. "Adaga (Cravando o Mastro Oitentista)" abre o play com pique total e letras em português que fogem bastante do lugar-comum, rimas de bom gosto. Segue "Into the Fire" que cola imediatamente no ouvido, impossível não escutar e já sair cantando o refrão depois de escutar pela primeira vez.

publicidade

Na pesadíssima "Bang Your Head" dá pra sacar melhor as diferenças entre a demo e o que gravaram aqui: além da óbvia qualidade superior de gravação, o Vagner trabalhou bem as linhas de vocal, deixando de lado flertes perigosos com tons mais altos. Essa segurança transparece também em "Clenched Fist" (com participação de outro notório ícone under, o Cavalo Bathory do Amazarak) e "Death's Words".

publicidade

"Valhalla" já nasceu simplesmente clássica, um verdadeiro hino de Heavy Metal em sua mais pura concepção: refrão memorável, melodias épicas e ritmo marcante - perfeita, enfim. A segunda incursão de bom gosto na língua de Camões rola na excelente "Trombetas da Destruição", que já tocam há um bom tempo ao vivo… que refrão é esse?!? Pra fechar a parte inédita, um corretíssimo cover de "Divine Victim" do Manilla Road encaixou como uma luva em toda a concepção do Clenched.

publicidade

Aí entra a demo de bônus, que só pela inclusão da maravilhosa "Hates Of Dogmas" já valeria a pena. No fim das contas, "Tribute To The Brave Ones " é um verdadeiro mimo aos ouvidos dos fãs do heavy clássico, sem misturebas infrutíferas ou que seguem o que "está na moda" - e justamente nessa dedicação e honestidade todas as qualidades do grupo ficam latentes. Essencial para lembrar de onde viemos, e celebrar um grupo com tanta identidade e talento.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Roger Waters e Richard Gere.Separados no nascimento
Roger Waters e Richard Gere.

Rock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposRock Progressivo
As 25 melhores músicas de todos os tempos


Sobre Glauco Silva

36 anos, solteiro, estudou Linguística e Engenharia de Alimentos na UNICAMP. Tem sua sobrevivência (CDs, cigarro e cerveja) garantida no trabalho em uma multinacional. Iniciado no Metal em 1988, é baixista/vocal do LACONIST (Death Metal) e acredita fielmente que o SARCÓFAGO é a melhor banda do universo.

Mais informações sobre Glauco Silva

Mais matérias de Glauco Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin