Thin Lizzy: antes de se tornar uma das maiores dos anos 70

Resenha - Vagabonds Of The Western World - Thin Lizzy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Terceiro álbum do Thin Lizzy, "Vagabonds of the Western World" foi lançado em setembro de 1973 e é o último álbum do grupo irlandês a contar com a guitarra de Eric Bell. Para mim, apesar de pouco reconhecido, já que a maioria dos fãs prefere trabalhos como "Jailbreak" (1976), "Johnny The Fox" (1976), "Bad Reputation" (1977) e "Black Rose: A Rock Legend" (1979), "Vagabonds of the Western World" figura facilmente entre os melhores discos do grupo de Phil Lynnot, e com folga.
5000 acessosIron Maiden: Nado sincronizado ao som de "The Trooper"5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Já explorando as harmonias e melodias características de guitarra que se tornariam a sua marca registrada, mas ainda mantendo uma sonoridade mais crua do que aquela que alcançariam nos álbuns citados acima, o Thin Lizzy encanta e cativa enormemente nas faixas de "Vagabonds of the Western World". "The Hero and the Madman" é um hard perfeito para se ouvir na estrada, com quilômetros de asfalto à frente. "The Rocker" contém um dos riffs mais agressivos já gravados, além de solos faiscantes de Eric Bell, um grande e inventivo instrumentista, mas que acabou ficando em segundo plano na história do Thin Lizzy, ofuscado por nomes como Scott Gorham, Brian Robertson, Gary Moore e John Sykes.

A música que dá nome ao álbum traz coros vocais muito bem construídos, que abrem caminho para um hard rock poderoso, levado pela interpretação única de Lynnot, que canta como se estivesse conversando com um velho amigo em uma mesa de bar. Já "Little Girl in Bloom" é uma jóia pop perdida no meio do disco, quase uma "love song", perfeita para ouvir ao lado de quem você gosta. E, claro, há "Whiskey in the Jar", releitura de uma canção folclórica irlandesa, aqui em sua versão definitiva.

Canções como "Slow Blues" e "A Song for While I´m Away" contribuem para manter a qualidade nas alturas, antecipando o impacto que o Thin Lizzy alcançaria nos anos seguintes, transformando-se em uma das maiores bandas dos anos 1970.

Clássico indiscutível e obrigatório na coleção de qualquer pessoa que goste de música.

Faixas:
1. Mama Nature Said
2. The Hero and the Madman
3. Slow Blues
4. The Rocker
5. Vagabonds of the Western World
6. Little Girl in Bloom
7. Gonna Creep Up on You
8. A Song for While I'm Away
9. Whiskey in the Jar
10. Black Boys on the Corner
11. Randolph's Tango
12. Broken Dream

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Thin Lizzy"

Stones, Led, Nazareth e outrosStones, Led, Nazareth e outros
Rockers que já gravaram Reggae

Músicas com nome de mulheresMúsicas com nome de mulheres
Histórias por trás da inspiração

Hardão SetentistaHardão Setentista
November, legendário power-trio sueco

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Thin Lizzy"

Iron MaidenIron Maiden
Nado sincronizado ao som de "The Trooper"

LGBTLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

MetallicaMetallica
Banda pensou em demitir Lars na década de 80?

5000 acessosBizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James Dio5000 acessosRock Progressivo: Você sabe que está ouvindo demais quando...5000 acessosIron Maiden: Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda4661 acessosStone Sour: Corey Taylor acha que o Grammy é ridículo5000 acessosKorn: Jonathan Davis ficou chocado com comentários de Obama5000 acessosCasamento homoafetivo: rockstars postam mensagens sobre decisão

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online