Helloween: calmaria antes das turbulências a seguir

Resenha - Better Than Raw Expanded Edition - Helloween

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas, Fonte: Helloween
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Continuando a ótima fase iniciada em "Master of The Rings" e "The Time of The Oath", o Helloween partiu para uma sonoridade um pouco diferente, incorporando elementos mais modernos e soando um pouco mais agressivo. Nada que alterasse completamente o estilo da banda, mas o caminho que iria resultar no controverso "The Dark Ride", lançado dois anos depois e renegado até hoje pelos membros remanescentes, já era apontado.

Helloween: nenhuma banda deveria trocar de vocalista, diz Andi DerisIvete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Surpreendentemente, pela primeira vez Roland Grapow não participou de nenhuma composição, o que gerou indagações por parte dos fãs. Uli Kusch foi o destaque, compondo quatro novas músicas, inclusive a bela introdução "Deliberately Limited Preliminary Prelude Period in Z", que abre os trabalhos e de cara já mostra um Helloween bem mais pesado com "Push", também composta pelo baterista. "Falling Higher" é uma das melhores, com um grande refrão e melodias que remetem ao som clássico dos alemães. "Hey Lord" e "Don't Spit On My Mind" são as mais dispensáveis e quebram um pouco o clima do excelente começo, enquanto "Revelation", novamente assinada por Kusch, mostra mais uma vez a vertente pesada da banda.

"Time" é uma música lenta, com algumas influências "floydianas", que também foge do estilo usual do Helloween, mas agrada. "I Can" foi o primeiro single e conseguiu relativo sucesso na época, com um refrão pegajoso e uma pegada mais acessível. A trinca final é excelente: "Handful Of Pain" traz novos elementos, principalmente na linha vocal de Andi Deris e nos arranjos de teclado, "Lavdate Dominvm" é cantada em latim, traz grandes melodias, e é, junto com a épica "Midnight Sun" (com mais de 6 minutos de duração), o maior destaque de Better Than Raw. As duas últimas, compostas por Michael Weikath, são as obras-primas do álbum e conseguem sintetizar a real essência da banda.

As faixas bônus desta edição expandida não são tão relevantes quanto as dos lançamentos anteriores, mas as duas inéditas "Back On The Ground" e "A Game We Shouldn't Play" devem saciar os colecionadores que querem ter tudo da banda. Além delas, estão presentes uma versão ao vivo de "Perfect Gentleman" e um solo de bateria entitulado "Moshi Moshi-Shiki No Uta", que não acrescentam em nada ao pacote.

Mais uma vez, cada faixa ganha sua abóbora correspondente, satisfazendo os fãs e mantendo a tradição. A ilustração da capa é um espetáculo a parte, de longe a mais interessante e bem feita de toda a discografia do grupo.

O Helloween aproveitava a calmaria antes das turbulências dos anos seguintes, nos quais a banda quase acabou novamente, e mostrava ao mundo que poderiam soar mais sérios e modernos sem perder suas principais características.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Helloween"


Helloween: nenhuma banda deveria trocar de vocalista, diz Andi DerisHelloween
Nenhuma banda deveria trocar de vocalista, diz Andi Deris

Helloween: vídeo oficial de I Want Out no Rock In Rio; assistaHelloween
Vídeo oficial de "I Want Out" no Rock In Rio; assista

Grandes covers: cinco versões para "Eagle Fly Free", do HelloweenEm 30/10/2000: Helloween lançava The Dark Ride, que marcou o fim de uma eraEm 26/10/1985: Helloween lançava seu primeiro álbum, Walls Of Jericho

Helloween: Banda inicia trabalhos em estúdio para novo álbum com Hansen e KiskeHelloween
Banda inicia trabalhos em estúdio para novo álbum com Hansen e Kiske

Helloween: novo álbum ao vivo eterniza reunião com Kiske e Hansen (vídeo)Helloween
Novo álbum ao vivo eterniza reunião com Kiske e Hansen (vídeo)

Helloween: triplo ao vivo eterniza a reunião com Kiske e HansenHelloween
Triplo ao vivo eterniza a reunião com Kiske e Hansen

Helloween: veja vídeo divulgado pela banda que recapitula o Rock in Rio 2019Helloween
Veja vídeo divulgado pela banda que recapitula o Rock in Rio 2019

Arquivo KZG: Helloween no Fúria Metal em 1996

Power metal: os 10 discos essenciais segundo o TeamRockPower metal
Os 10 discos essenciais segundo o TeamRock

Helloween: Jack O. Lantern não foi o primeiro mascote da banda?Helloween
Jack O. Lantern não foi o primeiro mascote da banda?


Ivete Sangalo: Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e RushIvete Sangalo
"Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Separados no nascimento: Sebastian Bach e Fernanda LimaSeparados no nascimento
Sebastian Bach e Fernanda Lima


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adGoo336