Soulless: escondida no mais profundo do underground

Resenha - Soulless - Soulless

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


O Soulless é mais umas destas típicas bandas que aparentemente se escondem no cantinho mais profundo do underground e que ninguém ouve notícias. Natural de Buenos Aires, Argentina, a banda começou suas atividades em 2000 tendo em sua formação Jorge (voz), Walter (guitarra), Leandro (baixo) e Mariano (bateria), que se dedicaram a tocar pelo circuito de bares e clubes de sua região. Atualmente o conjunto é um sexteto, tendo sido acrescentado às suas fileiras Luis (vozes guturais e refrões) e um segundo guitarrista chamado Marcelo.

Todos estes anos tocando onde aparecessem as oportunidades possibilitaram um grande entrosamento entre os músicos, o que se comprova durante a audição de seu disco de estréia, simplesmente batizado como "Soulless". Guardadas as devidas proporções, a referência mais perceptível em sua sonoridade acaba sendo o Soulfly, mas sem todo o experimentalismo a que Max Cavalera sempre se mostrou tão apegado.

publicidade

Assim sendo, o Soulless acaba elaborando composições bem mais diretas e praticamente desprovidas da faceta alternativa que já caracterizou tantas canções do Soulfly. E os músicos compensam toda a simplicidade de seus arranjos ao manter tudo bastante denso, raivosamente sujo e, mesmo com todo seu clima moderno, fazem questão de manter em muitas ocasiões laços que os mantenham próximos do lado mais extremo do Heavy Metal.

publicidade

Como já é uma tradição entre a maioria das bandas argentinas, o Soulless faz questão de cantar em castelhano. As sete canções – mais uma intro – são dignas de elogios, mas merecem destaque "Reflejo", "Sombras de Muerte" e "Silencio de Muerte".

Com uma gravação poderosa e sem muitas frescuras, mas com os instrumentos aparecendo totalmente definidos, "Soulless" tem como único inconveniente sua curta duração, que não chega aos 30 minutos e fatalmente o ouvinte acaba querendo mais. Um disco muito bacana, que merece uma conferida por qualquer um que aprecie o gênero, e aos que estão sempre procurando conhecer um pouco mais do underground latino-americano.

publicidade

Contato:
[email protected]
http://www.fotolog.com/soullessmetal

Soulless - Soulless
(2007 / independente - importado)

01. Intro
02. Asesino em Serie
03. Reflejo
04. Sobibor
05. Holocausto Palestino
06. Sombras de Muerte
07. Silencio de Muerte
08. Resurrección




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anette Olzon: Eu fui demitida exatamente como Tarja também foiAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1988


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin