Dr Sin: Bravo! Finalmente um CD de inéditas

Resenha - Bravo - Dr Sin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


BRAVO! Finalmente um CD de inéditas do Dr Sin. Desde o bom "Dr Sin II" (gravado em 2000 com Michael Vescera nos vocais), a banda não lançava nada de inédito, excetuando o CD de versões "Listen To The Doctors" (2005). Por isso é revigorante poder ter este "Bravo" em mãos, já que estamos diante de um trio dos mais talentosos do rock/metal nacional, e também diante de uma banda que não pode ser rotulada, pois investem em vários estilos, com competência ímpar.

Esperar que "Bravo" seja um CD orientado para o hard ou metal é perda de tempo. "Drowning In Sin" começa pesada, mas logo é recheada de mudanças de rítmo, vocais dobrados, quase um prog-metal. "Nomad" continua no mesmo pique, sendo mais hard, com a guitarra sempre calibrada de Edu Ardanuy se destacando (o que é irrelevante... ele se destaca sempre). "Empty World" soa pop, uma linda balada, com Andria fazendo ótimos vocais, enquanto que "Freedom" é mais pesada, puxada para o heavy metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ouvindo este CD em alguns momentos me lembrei do pesado "Brutal" (o melhor da banda na opinião deste que vos escreve), como na cadenciada "Celebration Song" ou na rápida "Hail Caesar". Os caras ainda arrumam tempo para alguns experimentos, como os ritmos orientais em "Taj Mahal". Quem curte músicas mais suaves irá gostar de "C`Est La Vie" (boa, embora o título soe meio brega), e quem curte o Dr Sin intrincado e complexo irá curtir "Dream Zone" (uma das melhores). A parte final do CD reserva músicas interessantes como a ótima hard "Life Is Crazy", a pesada "Full Throttle", e a sensacional "Welcome To The Show", com melodia e ritmo contagiantes... a prova de que muitas vezes simplificar faz bem, e o Dr Sin sabe como poucos fazer isso. Individualmente Andria está cantando muito melhor, e a banda continua afiada e precisa.

Este é de longe o melhor CD da banda desde "Brutal", e um CD que tem de tudo (mérito para a banda que inseriu 16 faixas e conseguiu fazê-las todas relevantes no resultado final): músicas mais acessíveis, momentos mais intrincados e o trabalho que só pode ser apresentado por quem tem muita competência.

Agora é ir para o palco, porque tem muita coisa boa para ser apresentada ao público.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dr Sin – Bravo
2007 – Dynamo – NAC

Formação:
Andria Busic – Baixo/Vocais
Ivan Busic – Bateria/Vocais
Edu Ardanuy – Guitarras

Faixas:
Drowning In Sin
Nomad
Empty World
Freedom
Behind Enemy Lines
Taj Mahal
Celebration Song
Hail Caesar
Signs
C´Est La Vie
Dream Zone
Life Is Crazy
Full Throttle
Wake Up Call
Think It Over
Welcome To The Show

Site Oficial: http://www.drsin.com.br


Outras resenhas de Bravo - Dr Sin

Dr Sin: a espera de sete anos valeu a pena




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Supla: como o vocalista ajudou a formar Dr. Sin e Angra involuntariamenteSupla
Como o vocalista ajudou a formar Dr. Sin e Angra involuntariamente

Supla: reunindo irmãos Busic, do Dr. Sin, e Ardanuy em live nesta terça (8)


Importando Metal: músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileirasImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Cli336 CliIL Cli336