Flaming Lips: um grupo absolutamente único

Resenha - VOID - Flaming Lips

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9

As vezes eu me sinto sozinho. Como o garoto do clipe de "Mr Ambulance Drive", que abre o DVD "VOID (Video Overview in Deceleration) - The Flaming Lips 1992-2005". Mas, antes que você pense outra coisa, devo dizer que sozinho não quer dizer triste. Na verdade, ao assistir o vídeo, vejo que tenho muito mais do que aquele cara tem, mas isso não importa muito agora.

Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


O que importa mesmo é que o grupo de Wayne Coyne é absolutamente único, seja na sua decodificação da psicodelia em formato pop, seja na sua concepção de como a música deve ser.

"Fight Test", embalando, é uma obra absolutamente prima. Suas linhas vocais, a interpretação do grupo, a transformam em uma das grandes canções desse novo século, que abriu as portas para todos nós, mas ainda não disse a que veio.

Já escrevi, alguma vez em algum lugar, que "Yoshimi Battles The Pink Robots Pt 1" era uma canção foda. Passado todo esse tempo, em que minha cabeça tenta lembrar palavras ditas há tempos, mantenho meu discurso. A força, o punch, o apelo, continuam me comovendo, me fazendo continuar a acreditar que o rock ainda pode ser feito com paixão.

Afinal, "Do You Realize?"?. I realize. Posso não ser um compositor, e mesmo que a minha voz não saia dos seus alto falantes gritando palavras de ordem, o que eu faço me faz feliz. Ao sentar nesse sofá, com a luz apagada, tomando vinho e olhando para a TV que me serve de bandeja clipes e clipes em sequência de um dos melhores grupos que já ouvi, só me resta transmitir meu êxtase. Sim, eu estou extasiado. Não sei se pela música, velha companheira, ou pela sua transcrição visual. Mas isso não importa, já que, nos dois casos, a qualidade é imensa.

Sempre considerei "Race For The Prize" uma canção de outro mundo. Tenho certeza de que isso não mudará tão cedo. Ela será uma das canções do meu "acústico MTV" (e isso é uma ironia).

Talvez eu devesse parar. De escrever. De ouvir. De pensar. Mas, se fizesse isso, estaria largando a minha vida na rua, deixando-a sem dono. Não quero isso. Hoje, quando olho para as fotos dos meus dias, quando vejo minha estante repleta de CDs, DVDs e encadernados de histórias em quadrinhos, percebo que tenho vários motivos para me sentir feliz.

Ainda não tenho todos os discos que quero ter. Ainda não assisti todos os filmes que quero ver. Ainda não li todas as histórias que quero ler. Mas o fato é que, cravado e sólido como uma imensa rocha, o Flaming Lips é tudo que, hoje, eu quero ouvir.

Então, é isso aí.

Faixas:
1. Mr Ambulance Drive
2. Psychic Wall
3. Fight Test
4. Yoshimi Battles The Pink Robots Pt 1
5. Do You Realize? (UK Version)
6. Race For The Prize
7. Waiting For A Superman
8. This Hear Giraffe
9. When You Smile
10. Bad Days
11. Christmas At The Zoo
12. Be My Head
13. She Don't Use Jelly
14. Turn It On
15. Frogs
16. Everyone Wants To Live Forever
17. Phoebe Battles The Pink Robots
18. Are You A Hypnotist??
19. Do You Realize? (US Version)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Flaming Lips"


Pra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 2002Pra ouvir e discutir
Os melhores discos lançados em 2002

Highways to Hell: As ruas mais rock'n roll do planetaHighways to Hell
As ruas mais rock'n roll do planeta


Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloDoom Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336