Resenha - Live to Win - Paul Stanley

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Toral
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Imersos em um mar de melódicos e progressivos para lá de chatos, é maravilhoso saber que tem gente que ainda aposta no "rock and roll" básico como forma de expressar toda a sua musicalidade. Este é o caso de Paul Stanley, dentro e fora do “Kiss”. “Live to Win” é mais uma prova de que, para fazer sucesso, uma banda não precisa necessariamente encher suas músicas de complexidades.
405 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão5000 acessosO futuro do Rock nacional: bandas autorais devem "se tocar"

Paul Stanley, antes de mais nada, é um excelente compositor e, como vocalista, é muito competente. Em se tratando de “Kiss”, é sem dúvidas o músico mais talentoso de toda a sua história.

É evidente que um trabalho solo de Paul Stanley só poderia resultar em um verdadeiro deleite, não só para os fãs de “Kiss”, mas também para aqueles que hoje curtem um hard rock com todas as influências modernas do rock em geral nos Estados Unidos, sem deixar de ser empolgante, é claro.

Antes mesmo de prosseguir no assunto, é bom lembrar que Paul Stanley já havia lançado um álbum solo em 1978, na época em que todos os membros do “Kiss” fizeram o mesmo. Aliás, de todos, o álbum solo de Paul Stanley foi o mais aclamado. E certamente foi o melhor, visto suas composições fortes como “Tonight You Belong to Me” (maravilhosa) e “Move On”, entre outras.

Vinte e oito anos depois apresenta-se “Live to Win” que, como já disse, traz uma sonoridade bem moderna e viável a todos os ouvidos, contando com uma gama de músicos convidados. No geral, chega a se encaixar perfeitamente com uma MTV.

Mas se você acha isso ruim, não desanime. Escute “Live to Win”. Certamente, será um prazer!

Em sua essência, Paul Stanley concebeu um álbum “para cima”, como no caso de músicas como a faixa-título, “Wake Up Screaming”, a excelente “Bulletproff”, “All About You” e a contagiante “Its not Me”.

A única coisa que talvez tenha diminuido um pouco a intensidade de “Live to Win” foi a inserção de algumas baladas bem “charope” como “Every Time I See You Around” e “Second to None”.

Dizer que este álbum solo não traz influência do “Kiss” seria um sacrilégio; traz, sim! Aliás, é mais que natural, uma vez que Paul Stanley é a alma da banda. E diga-se de passagem que nada que o “Kiss” venha a fazer hoje soará como antes e, neste caso, estes álbuns solo soam bem mais honestos.

Para finalizar, em recentes entrevistas Paul Stanley disse que fará uma pequena tour, onde além das músicas do “Kiss” e “Live to Win”, também tocará algumas coisas de seu primeiro álbum solo de 1978, um verdadeiro clássico que vale muito a pena conhecer.

Enfim, podem pisar fundo!

Músicas:
1. Live to Win
2. Lift
3. Wake up Screaming
4. Every Time I See You Around
5. Bulletproof
6. All About You
7. Second to None
8. It's Not Me
9. Loving You Without You Now
10. Where Angels Dare

Formação:
Paul Stanley - vocals, guitar and percussion
Corky James - guitar and bass
Brad Fernquist - guitar (1,3,4,6,7,8 & 9)
Victor Indrizzo - drums
Harry Sommerdahl - keyboards and programming (1,2,3,5,6,7 & 10)

Músicos convidados:
Tommy Denander - guitar (3)
Andreas Carlsson - guitar and background vocals (5)
John 5 - guitar (5 & 10)
Sean Hurley - bass (2,5 & 10)
Bruce Kulick - bass (4,7 & 9)
Russ Irwin - piano and keyboards (4 & 8)
Brian Steckler - keyboards (9)
Zac Rae - piano (5)Greg Kursten - piano (7 & 9)
C.C. White - background vocals (5 & 10)
John Shanks - background vocals (10)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Live to Win - Paul Stanley

2375 acessosPaul Stanley: "Live To Win", uma revisão 5 anos depois3964 acessosResenha - Live to Win - Paul Stanley

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

405 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão483 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita762 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Guitar WorldGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

Heavy MetalHeavy Metal
Dez discos essenciais dos anos setenta

KissKiss
Você já parou para pensar na banda como uma marca?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"0 acessosTodas as matérias sobre "Paul Stanley"

O futuro do Rock nacionalO futuro do Rock nacional
Bandas autorais devem "se tocar"

MetalMetal
As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

5000 acessosAfinal de contas, o que é um riff?5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Sidney Magal5000 acessosAC/DC: isso sim é uma bela estrada para o inferno5000 acessosPremier Guitar: o equipamento dos guitarristas do Iron Maiden5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo5000 acessosAC/DC: Axl diz que namorada obrigava Slash a ouvir a banda

Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online