Resenha - Greatest Hits Live - Ace Frehley

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

7


Ace Frehley é um dos grandes nomes da música, sendo mundialmente conhecido pelo seu trabalho no Kiss. Com mais de trinta anos de carreira, foi e sempre será influência para um grande número de guitarristas ao redor do mundo. E neste mais novo álbum apresenta alguns de seus sucessos em versão ao vivo, extraídos de shows realizados na Inglaterra e nos EUA.

Para quem já conhece alguns dos trabalhos anteriores do Ace, não há definitivamente nada de inovador neste álbum, pois praticamente todas as músicas escolhidas para esta coletânea já tinham sido apresentadas em versão ao vivo em álbuns anteriores (tanto no EP "Live + 1", quanto no álbum "12 Picks").

publicidade

"Rip It Out", de seu primeiro álbum-solo, de 1978, abre a coletânea, seguida por Breakout, mostrando logo de cara dois dos grandes sucessos do guitarrista. Do Kiss, tem-se "Cold Gin", apresentada por Ace com uma calorosa introdução, e ainda "Shock Me", "Deuce" e "Rocket Ride" (do Alive II). Todas muito bem executadas, afinal ninguém melhor do que Ace para tocar músicas gravadas pelo Kiss na "mascarada" década de 70.

publicidade

"Strangers In A Strange Land" e "Rock Soldiers", ambas do primeiro álbum de sua banda Frehley`s Comet, também se mostram impecáveis neste álbum ao vivo e são as únicas extraídas do show gravado em Chicago, com o talentoso Anton Fig na bateria. Há ainda "Separate" e a cadenciada "N.Y. Groove", de autoria de Russ Ballard, músico e compositor que já teve canções gravadas pelo próprio Kiss ("God Gave Rock n` Roll To You") e pelo Rainbow ("Since You Been Gone"), entre outros. É um dos pontos altos do CD, com uma levada de bateria muito interessante e excelentes riffs tirados da guitarra imortalizada nas mãos de Ace Frehley: a Gibson Les Paul.

publicidade

Mesmo anunciado como "Live", esta coletânea possui ainda duas músicas de estúdio, "One Plus One" e "Give It To Me Anyway", esta última com participação de diversos músicos do Skid Row e ainda Peter Criss (também do Kiss). Mas nada de novidade, pois são canções já lançadas anteriormente, no álbum "Loaded Deck", de 1998.

A gravadora Megaforce Records tem constantemente lançado álbuns do guitarrista Ace Frehley e este é mais um deles. Logo depois da reunião do Kiss com todos os seus membros originais, em 1995, dois álbuns foram comercializados, e agora, em virtude da última saída de Ace do Kiss, lança este CD com os clássicos de sempre, visando "ressuscitá-lo" comercialmente.

publicidade

Ainda que as opiniões sobre a qualidade musical de Ace divirjam bastante – uns dizem que lhe falta técnica para tocar guitarra, outros exaltam sua criatividade e rapidez – é inegável que ele é um artista brilhante e eternizado como um dos guitarristas mais importantes e influentes da história, merecendo ter mais esta coletânea lançada no mercado fonográfico, mesmo que um tanto quanto repetitiva e reduzida (apenas 10 faixas ao vivo).

publicidade

Vale como um registro interessante para fãs do Ace e do Kiss. Quem for rápido poderá adquirir uma das primeiras unidades lançadas em edição limitada, com encarte em terceira dimensão (3D). Se estiver com um dinheiro sobrando e espaço na prateleira é uma boa compra.

Importado – Megaforce Records




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Eddie Van Halen: Eruption foi um acidenteEddie Van Halen
"Eruption foi um acidente"

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin