RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemLed Zeppelin e a bateria que ninguém acreditava que um ser humano conseguiria tocar

imagemJovens sem noção vandalizam o lugar da capa de estreia do Black Sabbath

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemArch Enemy e Behemoth tocarão no Brasil em novembro; confira datas e locais

imagemO hit da Legião Urbana que utiliza recurso sonoro consagrado pelos Beatles

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemLars Ulrich sobre "Fade to Black": Frequentemente sinto haver dois Metallicas

imagemA curiosa ligação vocal entre Ney Matogrosso e Andre Matos, segundo Bruno Sutter

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemJoão Gordo explica porque Anitta está fazendo o que as bandas de Rock deviam fazer

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemO curto e grosso motivo pelo qual Zappa vetava que seus músicos usassem coisas químicas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemDee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa


Stamp
2022/07/09

Resenha - 60 Second Wipe Out - Atari Teenage Riot

Por Thiago Sarkis
Em 16/08/05

Nota: 5

O Atari Teenage Riot deu início a sua vitoriosa carreira em 1992, formado por Alec Empire, Hanin Elias e Carl Crack. Anos depois o primeiro se tornaria um verdadeiro ícone da atitude, independência e ataques políticos incessantes nas letras de sua banda. Um admirável ‘combo’ de hardcore, punk, industrial e techno que os transformou em entidades no que fazem.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A Rock Machine deve ser aplaudida por ousar lançar material de um conjunto tão importante, mas fora de quaisquer parâmetros. No entanto, hei de contrapor essa glória, pois sinto que justamente neste álbum, "60 Second Wipe Out", o Atari Teenage Riot perdeu a mão de suas audácias.

O grupo não foi feliz na tentativa de criar uma atmosfera caótica com a mixagem de Andy Wallace, que já trabalhou com Deus e o mundo, incluindo Nirvana, Sepultura, Velvet Revolver, e Phish. As convulsas freqüências de sintetizadores goram tanto a massa quanto o fermento do bolo. Aliás, "bolo" é um termo interessante, porque na maioria das quatorze faixas só é possível ouvir um grande bololô.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A eficiente e perturbadora fórmula de "Delete Yourself" (1995), "The Future Of War" (1996) e "Burn, Berlin, Burn" (1997) falha em "60 Second Wiped Out" por falta de sustento e mínima organização à barulheira ensandecida de sempre. As partes de rap e hip hop são mal colocadas, e afetam até mesmo a pura música eletrônica e os gritos nos vocais, características intocáveis até então.

"Western Decay" e a participação especial de Dino Cazares (Fear Factory) nas guitarras em "Your Uniform (Does Not Impress Me)" marcam raras passagens em que o ATR volta a seus melhores dias.

Com este CD, a banda fica bem atrás da atualidade de Ministry, KMFDM e Skinny Puppy. Que possam se recuperar no próximo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Site Oficial – ttp://www.digitalhardcore.com

Material cedido por:
Rock Machine
Rua 24 de Maio, 62 - 1º andar – Loja: 263 / 265
Telefones: (11) 3331-8469 / (11) 3331-8199
Email: [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.