Resenha - Off Line - Nerved

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

9


Quando escutei o Nerved pela primeira vez, eles não haviam sequer lançado um disco. Creio que foram alguns minutos de samples de várias músicas. Deste primeiro contato com a banda, algo que ainda reluz é o nome "Audioslave" retumbando em minha mente. Desde então, espero pelo lançamento de um álbum completo do grupo, e finalmente está no mercado o aguardado "Off Line".

As doze faixas presentes só confirmam que eles são de fato os representantes suecos da intensidade do fantástico rock ‘n’ roll da banda de Chris Cornell e Tom Morello. A música te captura, há um estado de êxtase recorrente.

publicidade

Guitarras pesadas, uma base rítmica poderosa, e os vocais únicos de Emil Gammeltoft. É aquele clássico tipo de voz que você provavelmente estranhará numa primeira audição, mas que vai se acostumando com o tempo e vendo que não poderia ter outro músico no lugar dele. Como Ozzy para o Black Sabbath, King Diamond no Mercyful Fate, Lemmy e Motörhead.

publicidade

O Nerved teve ainda a inteligência de realçar as vocalizações de Emil em passagens nas quais toda a banda pára e apenas ele segue cantando e impulsionando a música, até os incríveis retornos de guitarra, bateria e baixo. Ultra explosivo!

"Stroke It Up", "Believe In Me", "Crystal Ball" e "Scars", grandes destaques, podem também rememorar a fase mais hard rock do Saxon, e o estilo também ímpar de Biff Byford.

publicidade

Entre outras coisas, o conjunto conta com a participação de Manny Charlton do Nazareth, admirador confesso do Nerved, solando na ‘funky’ "Expect No Mercy".

As duas "Intermissions", pequenas faixas de um e minuto e meio em média, são os únicos pontos fracos do disco, pois dão uma parada no ritmo pulsante da banda e isso não pode acontecer aqui, de maneira alguma. Se há algo que o Nerved sabe fazer é rock, e enérgico, e não há tempo para qualquer outro experimento. "Off Line" é uma estréia magnífica, como todos aqueles que os ouviram anteriormente já ansiavam.

publicidade

Lançado pela Sony Music no exterior - 2004

Site Oficial – http://www.nerved.com

Emil Gammeltoft (Vocais)
Marcus Hanser (Guitarras)
Magnus Stenvinkel (Baixo)
Björn Lundberg (Bateria)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Top 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da bandaTop 5 Pantera
About.com elege os cinco melhores álbuns da banda

Raimundos: Me Lambe é a única música cuja letra tem um problema, diz CanissoRaimundos
"Me Lambe" é a única música cuja letra tem um problema, diz Canisso


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin