Resenha - Where Ironcrosses Grow - Dismember

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


A banda sueca Dismember, um conceituado nome do death metal extremo está chegando ao seu sexto disco de estúdio, lançado aqui no Brasil via Encore Records. Desde 1991 na ativa, Matti Kärki (vocal), David Blomqvist (guitarra), Richard Cabeza (baixo) e Fred Estby (bateria) ao passar dos anos vêm conseguindo cada vez mais espaço na mídia mundial, já realizando diversos shows (que já estiveram para passar pelo Brasil) e já estão até oficializando o lançamento de seu primeiro DVD (e duplo). Qualquer fã mais saudosista do estilo já deve pelo menos ter ouvido alguma coisa desta banda, e ao meu ver, "Where Ironcrosses Grow" é um bom motivo para se continuar atrás do Dismember ou para você se interessar pelo grupo.

Dismember: veja show com a formação original no Scandinavia DeathfestSeguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundo

Pouco mais de 38 minutos e dez faixas fazem de "Where Ironcrosses Grow" um material bem agressivo, extremo e de certa forma, 'old school'. Death metal certeiro e encorpado, sem muita inovação ou extremismo exagerado. É esta fórmula pela qual o Dismember investe, e, diga-se de passagem, investe muito bem. Influências de Death, Morbid Angel e até algumas vagas lembranças de Sepultura podem ser encontradas quando se coloca o CD para rodar. Musicalmente o quarteto faz por merecer muitos elogios, afinal já são treze anos de profissionalismo e dedicação que fazem do Dismember um grupo bem experiente e com muita bagagem nas costas na hora de criar e executar suas composições. Matti Kärki acaba sendo um contraponto no material por possuir uma voz rouca e agressiva, mas David Blomqvist merece créditos especiais por bases sólidas e solos com 'feeling', algo pouco comum tratando-se de death metal.

Fica complicado destacar alguma faixa em especial dentro do material, tudo aqui está com "pé e cabeça", bem feito e bem executado. Como se dá para notar, na média as faixas deste CD rondam de três a quatro minutos de duração, sem entupir o ouvido dos ouvintes com barulho excessivo. "Where Ironcrosses Grow", "Me-God" (uma faixa bem arrastada para os padrões 'death'), "Tragedy of the Faithful" (esta em especial, ao meu ver a melhor do CD - com bastante velocidade), "As the Coins Upon Your Eyes" (com um instrumental bem trabalho e delicado) e por fim "As I Pull the Trigger" (fechando o disco com velocidade) são os pontos altos do material, sendo que no geral, a banda acaba mesmo por prezar o death metal tradicional.

Não custa nada conferir melhor o trabalho do Dismember. Interessou? Então dê uma passadinha pelo site oficial da banda, e se agradar, compre este CD, que já chegou ao nosso mercado em versão nacional.

Site oficial: www.dismember.se

Line-up:
Matti Kärki (vocal);
David Blomqvist (guitarra);
Richard Cabeza (baixo);
Fred Estby (bateria).

Track-list:
01. Where Ironcrosses Grow
02. Forged with Hate
03. Me-God
04. Tragedy of the Faithful
05. Chasing the Serpent
06. Where Angels Fear to Tread
07. Sword of Light
08. As the Coins Upon Your Eyes
09. Children of the Cross
10. As I Pull the Trigger

Material cedido por:
Encore Records - www.encorerecords.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dismember"


Dismember: veja show com a formação original no Scandinavia Deathfest

Seguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundoSeguidores do Demônio
As 10 bandas mais perigosas do mundo

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336