Resenha - Despertar - Arttéria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


Site Oficial: Http://www.artteria.com.br

publicidade

Os paulistanos do Arttéria trazem para nós um puro petardo do rock brazuca. É sempre bom ouvir bandas que ainda apostam no rock cantado em português, ainda mais com apoio do Ministério da Cultura, pela Lei de Incentivo a Cultura. A banda apresenta suas fortes influências de Legião Urbana, em 13 músicas bem executadas.

"Despertar" é um bom rock-pop, movido a guitarras simples, mas bem executadas. Já "Fortaleza-Paraíso" é mais pop, com boas intervenções acústicas, assim como "Homem Invisível". Já "Noite para Pensar" tem um "que" de "blues", que é comprometida pelo vocal gritado de Erik Castro, que não se encaixa bem na levada da música.

publicidade

Apesar desse pequeno deslize, a banda é muito interessante. O peso-mas-nem-tanto de "Sono Profundo" soa legal, assim como a rockeira "Amnésia" (a melhor do cd, com uma levada que contagia, duvido que você não fique com "Tava voltando prá casa quando a Amnésia me pegou" na cabeça). Outros momentos interessantes são "Dani", outra bem rockeira, quase "country" em alguns momentos, e a bela balada "Sonhos de Uma Noite Triste", que encerra o cd. Uma banda competente, que conta com a participação especial de Paulo Zinner (Golpe de Estado) em "Quartzo Rosa".

publicidade

Um cd interessante, recomendado para fãs do velho rock brazuca. Fãs de Legião irão curtir adoidado. Mas a banda tem personalidade e um bom futuro pela frente. Parabéns.

Line Up:
Erik Castro – Vocal
Ricardo Blane – Baixo
Daniel de Souza – Bateria
Zé Ruivo – Teclados
Fábio Levatti – Guitarras

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reuniãoSepultura
Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin