Resenha - Rising - Rainbow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Toral
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Banda liderada por Ritchie Blackmore (ex-Deep-Purple), o Rainbow lança seu segundo disco no ano de 1976, ou seja, Blackmore’s Rainbow.

2130 acessosDio: três inéditas, autobiografia e material sobre o "Magica II"5000 acessosNamore um cara que goste de Metal

Constituindo uma das mais grandiosas formações de toda a história do rock, trazia Cozy Powell (bateria - já falecido), Ronnie James Dio (ex-Elf), Don Airey (teclados) e Jimmy Bain (baixo- mais tarde, tocou na banda solo de Dio). Tal a importância deste álbum, que foi denominado como o melhor da banda, apresentando um som mais pesado do que Ritchie havia feito antes, no Deep Purple - embora algumas influências estejam lá.

De cara, podemos curtir “Tarot Woman”, com teclados maravilhosos e um vocal que somente Dio poderia propor. “Run With the Wolf” e “Do You Close Your Eyes” seguem a mesma linha. “Starstruck” salta como sendo um clássico devido à performance geral, principalmente de Dio e Blackmore, que, com sua guitarra, desfila ritmos variados. Esta música, sem dúvidas, é a que mais se parece com Deep Purple.

Sendo justo com o mestre Cozy Powell, temos a inesquecível introdução de bateria em “Stargazer” - provando ser um dos melhores bateras da época, e até antes de sua morte no ano de 1998, em um acidente automobilístico. Além disso, o riff desta música é algo incrível e, por si só, carrega com suas bases melodias um tanto “sinistras”. Para finalizar este álbum maravilhoso, temos a rápida e pesada “A Light in Black”; recheada de vocais melodiosos e de alto alcance, guitarra rápida e solo avassalador, como somente Blackmore poderia proporcionar à nação de fãs que fez, e segue fazendo. Enfim, um álbum que pode ser considerado como um dos mais pesados da época. Se você é fã de toda a safra compreendida entre Deep_purple, Led-Zeppelin, Uriah-Heep etc., não deixe escapar a oportunidade de adquirir Blackmore’s Rainbow.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Rising - Rainbow

5000 acessosRainbow: Um tesouro perdido do Heavy Metal Britânico4563 acessosTradução - Rising - Rainbow


Glenn HughesGlenn Hughes
Ele deseja o melhor ao "esquisitão" Blackmore

2130 acessosDio: três inéditas, autobiografia e material sobre o "Magica II"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rainbow"

Ronnie James DioRonnie James Dio
Os 5 álbuns que você tem que ter

Ronnie James DioRonnie James Dio
Rockstars respondem qual foi sua melhor banda

Rio de JaneiroRio de Janeiro
Letras de rock citam a cidade maravilhosa

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Rainbow"


HumorHumor
Namorar um headbanger é sair da zona de conforto

Black SabbathBlack Sabbath
Tony Iommi explica a diferença entre Dio e Ozzy Osbourne

DioDio
Escolhendo suas músicas de Heavy Metal/Rock favoritas

5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosSimone Simons: a nudez na capa de Divine Conspiracy5000 acessosTatuagens: rabiscos horríveis com temática roqueira parte 15000 acessosQ Magazine: As 100 Maiores Estrelas do Século XX5000 acessosO trágico acidente que vitimou o Lynyrd Skynyrd5000 acessosMúsica Fácil: entenda como 4 guitarristas mudaram o Rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre André Toral

Formado em Administração de Empresas. Curte Hard clássico dos anos 70 e início dos 80; Heavy Metal é sua religião.

Mais matérias de André Toral no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online