Resenha - Works of Carnage - Krisiun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O Krisiun se tornou, com méritos, uma das bandas de metal extremo mais respeitadas no Brasil e no mundo. Após lançarem "Ageless Venomous" em 2001, a banda dos irmãos Max e Moyeses Kolesne e André Camargo embarcou para vários shows no Brasil e no exterior, tocando em festivais de nome como o tradicional "Miwalkee Metal Festival" e com aparições em vários shows nos Estados Unidos e Europa. O nome Krisiun passou de uma revelação brasileira para uma realidade mundial, sendo reconhecido por bandas do calibre do Morbid Angel e Nuclear Assault, só para citar algumas.

Krisiun: o baterista Max Kolesne solta mensagem ao apoio ao povo chileno.Iron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a banda

"Works of Carnage", o novo cd, continua a tradição do black agressivo praticado por este trio, começando pelas matadoras "Thorns of Heaven" e "Muderer" (o primeiro vídeo-clipe), e seguida pela agressiva "Ethereal World", com um vocal gutural ao extremo de Alex.

Mais uma vez o Krisiun provoca a loucura do ouvinte, pois não há desanso neste cd: porradas como "Scourged Centuries", aonde as guitarras de Moyses soam furiosas e a bateria de Max soa mais rápida que uma bateria eletrônica (e quem diz que ele não toca tudo isso precisa vê-los ao vivo). Chega a ser um massacre ouvir a introdução de "War Ritual", ou a levada mais cadenciada (se é que pode-se chamar assim) de "Sentinel of the Fallen Earth" (com belíssimas bases por parte de Moyses). E quem pensa que a introdução calma e serena de "Shadows" é uma mudança, se engana rapidamente. A música emenda num instrumental insano que abre caminho para a versão de "In League with Satan" (do Venom) que o Krisiun gravou bem ao seu estilo, com a bateria potente e a guitarra bem mais agressiva. O cd traz uma faixa escondida, a bela "They Call me Death", que merece ser conferida pelo seu peso e agressividade. Aliais, tais características estão pro todo o cd.

A banda é competentíssima e segue o estilo black/death com extrema personalidade. De novo apenas podemos citar que as músicas ainda conseguiram ser mais rápidas que nos últimos lançamentos. Essa banda já está longe e numa época em que medalhões ameaçam a decadência, é bom saber que o metal ainda está bem representado. Parabéns aos irmãos KRISIUN!!

Site oficial: http://www.krisiun.com.br

Material Cedido Por:
Century Media Brasil
http://www.centurymedia.com.br


Outras resenhas de Works of Carnage - Krisiun

Resenha - Works of Carnage - Krisiun




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Krisiun"


Krisiun: o baterista Max Kolesne solta mensagem ao apoio ao povo chileno.Krisiun: Nadando firmemente contra a correnteza

Krisiun: banda agradece e Bill Ward conta como conheceu os brasileirosKrisiun
Banda agradece e Bill Ward conta como conheceu os brasileiros

Heavy Metal: as dez melhores bandas sul-americanas do gêneroHeavy Metal
As dez melhores bandas sul-americanas do gênero


Iron Maiden: A tour de Powerslave quase acabou com a bandaIron Maiden
A tour de Powerslave quase acabou com a banda

Black Sabbath: As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic RockBlack Sabbath
As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic Rock


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336