Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemSamuel Rosa chama guitarrista do Pearl Jam de "menino mimado" por quebrar instrumentos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz


Stamp
2022/07/09

Resenha - Fully Rigged - Aly Bain & Ale Moller

Por Tiago Lucas Garcia
Em 16/08/03

Aposto que antes de clicar no link dessa resenha você deve ter pensado: "Que raios é isso?". Bem, se você não conhece esses dois camaradas, não se preocupe, pois eles tocam musica folclórica das Ilhas Shetland (irei expor em detalhes) e meu intuito com essa resenha (e outras futuras) é que, vocês ouvintes de metal, hard rock, progressivo, como eu, tomem conhecimento da musica folclórica (seja ela da África ou das Ilhas Shetland).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As tais das Ilhas Shetland se localizam no mar do norte num ponto entre a Escócia e a Noruega. Pois então, o intuito do virtuoso violinista nascido nas Shetland, Aly Bain, e de seu comparsa sueco Ale Moller, foi exatamente fundir a musica celta e nórdica, seja tocando melodias tradicionais nórdicas com "ares" celtas (e vice-versa) ou tocando melodias das próprias Ilhas Shetland que por si já trazem a raiz de ambas as culturas.

Quem conhece algo de musica celta (como Boys Of The Lough, banda de Aly Bain no fim dos 70) e da musica tradicional nórdica (não vale introdução das bandas de black metal) vai conseguir identificar essa fusão, primeiramente por que Aly Bain, alem de usar seu violino tradicional, utiliza um "Hardanger", violino de cordas duplas que tem um som característico que pode ser ouvido na maioria dos grupos folclóricos nórdicos. Outro ponto que caracteriza essa fusão é o bandolim de Ale Moller que despeja (permita-me usar metáforas "metálicas") melodias claramente nórdicas. Moller também toca willow flute (flauta de salgueiro?) presente na musica nórdica.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Seja no violino "hardanger" ou no tradicional o certo é que o tio Aly Bain quebra tudo nesse álbum! Na faixa "Hangman´s Reel" Aly toca escalas e pizzicatos que fariam Malmsteen (se tocasse violino) se morder de inveja. Mas como virtuose demais é chato, Aly esbanja feeling (permita-me usar uma metáfora ala revistas de guitarra) em faixas como "The Great Selkie" e na (quase) faixa titulo, "Full rigged ship". O mesmo vale para seu quase xará Ale, que manda muito bem também.

O álbum apesar de totalmente instrumental não chega nem perto de soar cansativo (permita-me usar uma sinestesia), pois além da variedade de instrumentos que a dupla dispõe no álbum, a constante mudança de danças tipicamente celta, como o reel, para danças que são usadas com mais ênfase na música nórdica tais como a valsa e a "polska" garantem uma audição nada soporífera.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Vocês devem já ter percebido que esse álbum é altamente recomendável seja para ouvintes iniciados em musica folclórica ou para aqueles que curtem metal e não querem correr o risco de ouvir musica folclórica de churrascaria.

P.S: Para aqueles que tem a possibilidade de assistir vídeos na rede, clique aqui para assistir um show inteiro da dupla (e mais centenas de apresentações de musica tradicional, erudita e etc).

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?