Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemMax Cavalera diz que Igor merece mais crédito entre os bateristas mundiais

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemMetallica em Belo Horizonte: Sorte de quem pôde ir


Resenha - Citizen Cain - Playing Dead

Por Guilherme Vignini
Em 18/03/03

Nota: 9

Os escoceses do Citizen Cain têm trabalhado duro desde 1982, e agora com "Playing Dead", tentam se consolidar definitivamente como uma das grandes bandas de Neoprogressivo. A qualidade do som é inegável, o problema é que eles nunca tiveram uma formação estável, por isso sempre tiveram dificuldades para gravar e se apresentar ao vivo. Como membros fixos o ótimo vocalista/baixista Cyrus, e o baterista/tecladista Stewart Bell, nesse álbum ainda contam com Phil Allen nas guitarras.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Para quem nunca ouviu nada do Citizen Cain, acho que uma boa comparação é com os cd’s do Marillion (era-Fish), e mais precisamente ainda com Genesis (era-Peter Gabriel), aliás, a semelhança da voz de Cyrus com a de Gabriel é assustadora! Algumas músicas poderiam passar batido como "sobras de estúdio" do "Nursery Crime" tranqüilamente.

Apesar da primeira impressão ser de que a banda é apenas um clone de Genesis, a banda vai muito além disso. O cd tem grandes momentos como em "Children of Fire / Prometheus and Epimetheus / Forethought / Afterthought", que tem um boa letra sobre a Roma de Nero, com uma música envolvente e complexa.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"Shades" é uma "quebradeira brava" que se transforma em algo bem suave, perfeito para a voz. "Rivers of Twilight / The War Between Two Minds" segue também nessa mesma linha. Um dos destaques é o ótimo trabalho de guitarra. Espero que Allen continue a trabalhar com a banda. Em alguns momentos em "Wandering in Darkness" até umas pitadas "fusion" a lá "Brand X" aparecem.

Além de ótimo vocalista, Cyrus, demonstra mais uma de suas habilidades desenhando a capa do cd, assim como já havia feito nos álbuns anteriores.

Esse CD é bastante hermético, não indicaria para alguém que não esteja familiarizado com o estilo pois não faz concessões comerciais ou tenta captar públicos diferentes. É um autêntico CD de Rock Progressivo com todas as suas qualidades e defeitos. Se você curte o estilo pode ir atrás dar uma conferida no site oficial (www.citizen-cain.com) que vale a pena, pois a banda é realmente muito boa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino