Resenha - Revolusongs - Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Após todos os problemas passados com a saída da gravadora Roadrunner, e supostas críticas por parte da mídia dando conta de que a banda estaria entrando em processo de decadência, o Sepultura ressurge com um vigor impressionante. Após conseguir assinar contratos que garantem a distribuição de seus produtos pelo mundo afora, a banda solta este MCD com covers, devidamente convertidas para o jeito Sepultura de ser. Quem imaginaria um cd repleto de clássicos do thrash e heavy, vai se assustar ao ouvir Revolusongs, pois o mesmo incorpora músicas de bandas que jamais imaginaríamos ouvir tocadas pelo (hoje) quarteto.

Hellfest: anunciado cast de bandas da edição 2021 do festival

Gigwise: as capas mais polêmicas dos anos 2000

O começo, com "Messiah" do Hellhammer não assusta. É uma boa faixa, clássico do black oitentista, que recebeu a roupagem "sepulturiana", ficando muito boa. Agora.... quem imaginaria ouvir "Angel" do Massive Attack? Se você acha que ficou ruim, engana-se. O Sepultura soa sombrio, obscuro, mas com uma agressividade contida que explode no refrão berrado por Derrick Green. Já a seguinte também ficou muito interessante... o Sepultura tocando Public Enemy! "Black Steel in the Hour of Chaos" ficou muito legal, com Derrick mostrando uma grande habilidade nos vocais, uma versatilidade muito interessante. A faixa ainda conta com os vocais do DJ Sabotage. Não soa tanto como Sepultura... mas o misto de rap e metal ficou bem interessante.

E as surpresas não param por aí... "Mongoloid" do Devo, ganhou uma roupagem punk-rock que a deixou empolgante e muito agradável. As guitarras de Andreas junto com a bateria e o baixo de Igor e Paulo dão à faixa a agressividade que ela necessita... uma das melhores sem dúvida. E quem imaginaria ouvir uma banda de heavy metal tocando Jane’s Addiction? Pois é.... o Sepultura fez de "Mountain Song" um achado... capitaneada pelos vocais ultra versáteis de Derrick (lembrem-se de que ele canta versos de Perry Farrel) e as guitarras de Andreas, o resultado soa primoroso. Assim como "Piranha" do Exodus... essa nem precisa falar.

Mas o destaque final fica para "Bullet the Blue Sky" do U2... um show à parte... a banda demonstra uma versatilidade absurda ao coverizar este clássico de Bono e cia. e transformá-lo numa música do Sepultura. É impressionante como o quarteto conseguiu pegar músicas tão distintas e dar a elas a roupagem que as transformam em músicas do Sepultura.. algo muito complicado e que exige trabalho. E o Sepultura assim o fez. Como brinde, uma brincadeira de estúdio envolvendo músicas do Metallica, "Enter Sandman" e "Fight Fire with Fire".

Este cd não é um divisor de águas, nem o melhor já lançado pelo quarteto, mas mostra que a banda continua afiada e apresenta uma capacidade criativa que, se bem utilizada poderá gerar produtos de altíssima qualidade. E quem dizia que eles estavam decadentes, agora deve mais é calar a boca... ;)

Site oficial: www.sepultura.com.br

Lançado no Brasil pela FNM/Universal Records




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hellfest: anunciado cast de bandas da edição 2021 do festivalHellfest
Anunciado cast de bandas da edição 2021 do festival

Sepultura: quando Paul Stanley, do Kiss, chamou clipe da banda e a elogiou na MTVSepultura
Quando Paul Stanley, do Kiss, chamou clipe da banda e a elogiou na MTV

Sepultura: com Devin Townsend em uma versão de quarentena de música do KairosSepultura
Com Devin Townsend em uma versão de quarentena de música do "Kairos"

The Troops Of Doom: Divulgada capa e tracklist do EP The Rise Of Heresy

Andreas Kisser: Esta m*rda de pandemia poderia ter sido evitadaAndreas Kisser
"Esta m*rda de pandemia poderia ter sido evitada"

Max Cavalera: ele sempre gostou mais das letras do punk, politizadas, que do metalMax Cavalera
Ele sempre gostou mais das letras do punk, politizadas, que do metal

Sepultura: Sepulnation com Danko Jones em versão de quarentenaSepultura
"Sepulnation" com Danko Jones em versão de quarentena

Derrick Green e Tanya O'Callaghan: Lançamento do programa Highway to HealthDerrick Green e Tanya O'Callaghan
Lançamento do programa "Highway to Health"

Sepultura: Quadra faz deles uma banda sem regras

Sepultura: como foi feito Arise, o álbum da banda que Max Cavalera mais gostaSepultura
Como foi feito Arise, o álbum da banda que Max Cavalera mais gosta


Mente aberta: músicos de metal que tocam ou já tocaram em outros estilosMente aberta
Músicos de metal que tocam ou já tocaram em outros estilos

Andreas Kisser: o disco mais importante da carreira do SepulturaAndreas Kisser
O disco mais importante da carreira do Sepultura


Gigwise: as capas mais polêmicas dos anos 2000Gigwise
As capas mais polêmicas dos anos 2000

Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin