Resenha - Osbournes Family Album - Vários Artistas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ana Therezo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em meados de março de 2002, estreiou na MTV norte-americana o seriado The Osbournes - reality show no estilo "Big Brother", com o objetivo de mostrar o cotidiano de Ozzy Osbourne, sua esposa e empresária Sharon e de dois dos três filhos do casal, reunidos em uma casa que tinha todos seus cômodos - exceto os banheiros e o quarto principal - monitorados por câmeras 24 horas por dia, seis dias por semana, de segunda a sábado.
5000 acessosOzzy Osbourne: setlist e vídeos de primeiro show com Zakk Wylde5000 acessosAndre Matos: "Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"

A despeito das preocupações de seus produtores, o seriado virou febre na terra do "Tio Sam", e a mesma mídia que repudiava o antes "comedor de morcegos", transformou Ozzy em uma das figuras mais evidenciadas nos Estados Unidos, com direito a estrela na cobiçada calçada da fama de Hollywood. Aliás, os cofres do roqueiro também sentiram as mudanças já que ele, recentemente, assinou um contrato para a segunda parte do seriado por 20 milhões de dólares, fora outro de 3 milhões com uma editora americana para o lançamento de dois livros.

E como se não bastasse, chega às lojas o famigerado "The Osbourne Family Album" (com direito a bottom, e tudo!). A trilha sonora conta com três músicas do artista - "Dreammer", uma balada do recente álbum "Down to Earth" (2001); "Mama, I'm Coming Home", que Sharon afirma ter escrito durante uma das turnês de seu marido e, obviamente, "Crazy Train" - tema da série, na versão de Pat Boone. Na sequência, canções escolhidas pelo resto da família: "You Really Got Me" do The Kinks - uma das bandas mais influentes da "British Invasion"; "Snowblind" do badalado quarteto System of a Down; "Drive" da banda Cars e a inédita versão ao vivo de "Good Souls", do novato Starsailor.

As músicas que embalaram o romance entre Sharon e John (leia-se Ozzy) também tiveram seu lugar cativo, são elas: "Imagine" de John Lennon e "Wonderful Tonight" de Eric Clapton. Os "frutos" desse romance, aproveitaram a situação para mostrar seus dotes no cenário musical, já que Kelly Osbourne encabeça os vocais de "Papa Don't Preach" (Madonna), acompanhada pelo guitarrista Mike Einziger e o baterista Jose Pasilas II, ambos do Incubus; e Jack - aspirante a empresário, selecionou "Mirror Image" da banda Dillusion, que anteriormente havia ajudado a fechar contrato com a Epic.

A inusitada mixórdia de estilos ainda vem separada por vinhetas, em que toda a família solta o vocabulário, sem se preocupar com os cortes televisivos. Ou seja, se você é como um dos oito milhões de americanos que deram a maior audiência da história da MTV assistindo o seriado, provavelmente irá adorar a trilha sonora. Mas se é colecionar do mestre do Metal... melhor ir com calma, ou irá se decepcionar!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Setlist e vídeos de primeiro show com Zakk Wylde

2379 acessosOzzy Osbourne: em vídeo 3D, as mudanças em sua aparência0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ozzy Osbourne"

Jack OsbourneJack Osbourne
"Meu pai não é um idiota, mas sim um gênio!"

Sharon OsbourneSharon Osbourne
Ela faria sexo oral em Principe Charles por título?

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Cruz feita com restos do World Trade Center

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"

Andre MatosAndre Matos
"Fui praticamente coagido a ser vocalista do Viper!"

Mike PortnoyMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater

MalmsteenMalmsteen
"A 1ª vez que fui ao Brasil não consegui acreditar"

5000 acessosGarimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosMick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo3881 acessosNirvana: goleiro Peter Cech, do Arsenal, em cover de "In Bloom"4873 acessosSofrência: E se as bandas de rock dos anos 80 resolvessem tocar Pablo?5000 acessosAtaque em Paris: Veja vídeos da fuga no início do massacre

Sobre Ana Therezo

Engenheira, Escritora de Araque e, atualmente, moradora das planícies gélidas Canadenses. Fã de Rock em todas as suas vertentes, mas com tendências xiitas ao Heavy Metal, ganhou seu primeiro bolachão - No Rest for the Wicked, em 1988. Vinte e poucos anos depois e, contrariando aqueles que acreditam que o gosto musical muda com o passar do tempo, continua escutando Ozzy, AC/DC, Deep Purple e afins. Colaboradora e leitora do Whiplash! desde que o site tinha caveirinhas na página principal, e que a lista dos melhores guitarristas de todos os tempos era o assunto da vez.

Mais matérias de Ana Therezo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online