Matérias Mais Lidas

imagemBill Hudson diz que tatuagem pode ter sido entrave para entrar no Megadeth

imagemMarcos Mion conta história de encontro (e manjada) com Bon Jovi no banheiro

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemO que mais impede Kiko Loureiro de voltar ao Angra? (Não tem nada a ver com o Megadeth)

imagemBeatles: Paul McCartney conta a história por trás de "Ob-La-Di, Ob-La-Da"

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa

imagemRage Against The Machine vem ao Brasil em dezembro, diz José Noberto Flesch

imagemApós viralizar com anúncio, Harppia revela identidade do novo baixista

imagemAutor de "God Save The Queen", Johnny Rotten diz que sente orgulho da Rainha Elizabeth

imagemA curiosa opinião de Ozzy sobre cover do Metallica para "Sabbra Cadabra"

imagemJimmy Page dá opinião sobre streaming e enaltece desconhecido herói dos músicos

imagemBruce Dickinson diz o que o surpreendeu quando retornou ao Iron Maiden

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemChad Smith chama matéria sobre Taylor Hawkins de "sensacionalista e enganosa"


Stamp

Resenha - Mei - Echolyn

Por Guilherme Vignini
Em 12/09/02

Nota: 9

Esse é o novo lançamento de uma das maiores bandas de Rock Progressivo do mundo. O Echolyn mostra aqui seu projeto mais ambicioso: Mei, um disco conceitual como há muitos anos não se via no universo progressivo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O Echolyn apareceu como uma das maiores promessas dos anos 90. Lançaram um álbum homônimo (que hoje é uma verdadeira raridade) e um dos clássicos da década, "Suffocating The Bloom". Logo em seguida assinaram com a Sony. Mas o que era pare ser um sonho se tornou um pesadelo, já que a major não soube o que fazer com um álbum progressivo, como o ótimo "As The World", aí a banda foi para a geladeira, saíram um EP e um CD de sobras de estúdio e a banda FOI OBRIGADA a acabar. E tem gente que acha bonito ver os caras do Metallica defendendo as majors...

Em 2000 eles voltaram com o ótimo "Cowboy Poems Free", fincando novamente o pé no universo progressivo. Agora em 2002 Brett Kull (guitarra - vocais), Christopher Buzby (teclado - vocais), Ray Weston (baixo - vocais) e Paul Ramsey (bateria - percurssão) lançaram Mei, um disco conceitual muito acima da média. Com apenas uma música (logicamente dividida em várias partes), sem intervalos, eles misturam vários elementos que vão desde orquestras até baterias eletrônicas e samplers fazendo uma verdadeira obra-prima.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

É complicado analisar um projeto tão grandioso, acho até que a intenção de não se separar as faixas foi com essa intenção, de que o álbum seja avaliado como um todo. Se for isso só posso dizer que se você gosta do "Close To The Edge" do Yes ou "Thick Is A Brick" do Jethro Tull, pode, ou melhor, DEVE ir atrás desse álbum. É um disco autêntico de Rock Progressivo, nada a ver com Prog-Metal. A banda está mais afiada do que nunca, os vocais de Brett Kull e Ray Weston estão fantásticos, todos estão tocando melhor do que nunca. Eles alternam de singelos momentos calmos para uma complexidade absurda com uma facilidade muito impressionante.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A produção é grandiosa, com a parte gráfica muito bonita (só faltaram as letras). Esse álbum coloca o Echolyn definitivamente junto com o Spock's Beard, como mestres do Progresivo Americano e prova que o estilo está forte e vibrante, e está muito longe de desaparecer.

Website: www.echolyn.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp