Resenha - Undeceived - Extol

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Formado em 1994, o Extol chamou de cara a atenção de Steve Rowe do Mortification, que incluiu a banda numa compilação da Rowe Productions. Só com isso, sejamos francos, a credencial está dada. Porém, "Undeceived" consegue ampliar o 'feedback' e 'background' dos caras e depois de quatorze faixas fantásticas, fica fácil afirmar que eles são a melhor coisa que já aconteceu ao death técnico desde os primórdios de Atheist e Cynic, e a fase de "Spheres" (1993) do Pestilence.

Nightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãsOrtografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?

O brutal e extremo das composições cede terreno a variações completamente insanas, progressividades inesperadas e climas magistrais, tenebrosos à medida de um My Dying Bride por vezes, e reforçados pelo exímio violinista Tarjei Nysetd e, em menor escala, por Ida Mo no violoncelo.

Os músicos parecem estar em transe, não apenas pela ira e violência com as quais tocam, mas também pela técnica apuradíssima de cada um, atuando sem parar, num convívio harmonioso, por mais estranho que isso possa parecer, após as descrições que fizemos.

Pelo primeiro parágrafo é possível fazer uma idéia do que tratamos aqui, contudo é bom acentuar que toda essa fúria vem "em nome de Deus". As letras inclusive são um ponto negativo, pois aquela famosa pregação exagerada se faz notória. Nada contra a religião especificamente. De fato apenas uma observação, pois este é um assunto altamente particular, e que enche o saco facilmente, tanto vindo de odes cristãos como satânicos.

Os vocais limpos de Ole Børud aparecem algumas vezes e agradam bastante. Dão um toque impagável de neoprog, Pendragon, Enchant, etc. A exploração destes pode trazer resultados bem positivos, principalmente ao intercalá-los às vocalizações guturais.

Destaques para as belíssimas instrumentais e também "Undeceived", "Ember", "A Structure Of Souls" e a ótima versão para "Shadow Of Death" do Believer. Tomara que eles não saibam ler sequer uma palavra em português, e que me desculpem caso consigam decifrar nossa língua, mas que bandinha 'do capeta' essa. Certeza de dinheiro bem investido e audições inolvidáveis.

Site Oficial - http://www.undeceived.net

Formação:
Peter Espevoll (Vocais)
Ole Børud (Guitarra - Vocais Limpos - Backing Vocals)
Christer Espevoll (Guitarra - Backing Vocals)
Tor Magne Glidje (Baixo)
David Husvik (Bateria - Backing Vocals)

Material cedido por:
Century Media Records - http://www.centurymedia.com.br
Telefone: (0xx11) 3097-8117
Fax: (0xx11) 3816-1195
Email: brasil@centurymedia.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Extol"


Nightwish: Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãsNightwish
Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs

Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Ortografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?

Cinema: As 10 melhores aparições de bandas em filmesCinema
As 10 melhores aparições de bandas em filmes

Astros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?Astros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor

Progressivo: análises exemplificando a guitarra progressivaProgressivo
Análises exemplificando a guitarra progressiva

Slash: quando foi gravado o single Shadow Of Your LoveSlash
Quando foi gravado o single "Shadow Of Your Love"


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClioIL