Resenha - One In A Million - Poverty's No Crime

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


A Rock Brigade / Laser Company Records teve uma de suas grandes sacadas ao trazer para o Brasil material do Poverty's No Crime. A banda apresentava evolução constante desde o debute, "Symbiosis" (1995), e acabou explodindo logo no seu primeiro lançamento feito em terras tupiniquins, "Slave To The Mind" (1999). Isso gerou uma expectativa grande com relação ao novo álbum.

Deep Purple: o riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?Rockstars: as filhas mais lindas dos astros do rock

Por mais de dois anos, fãs de todo o mundo esperaram por um sucessor a altura do terceiro trabalho, e infelizmente a resposta pode frustrar toda essa confiança. "One In A Million" é um bom disco, executado com regularidade e competência, mas sem muitos instantes de brilhantismo. Na verdade, fazendo uma adaptação aos tempos de Copa do Mundo, podemos dizer que o Poverty's No Crime tocou exatamente como costuma jogar a seleção de seu país, a Alemanha: com eficiência, porém sem encanto.

O contexto melodramático e as lamúrias das letras acabam por não ter sua completude, caindo no vazio da interpretação seca de Volker Walsemann, e da discrepância dos versos. Liricamente falando, as noções se tornam previsíveis e bem bobinhas, numa ótica chatíssima de "somos vítimas do mundo".

No instrumental, boas atuações e idéias bastante melódicas, num metal progressivo bem acessível e simpático a olhos estranhos ao estilo. Seria como se Evergrey e Enchant se encontrassem numa conjuntura basal de influências do Rush.

Destaque para as faixas de abertura do álbum, que realmente chegam a criar a crença de novamente podermos ouvir algo do nível de "Slave To The Mind". No entanto aquilo que vem a posteriori nos mostra que infelizmente não foi dessa vez.

Formação:

Volker Walsemann (Vocais - Guitarras - Teclados)
Marco Ahrens (Guitarras)
Jörg Springub (Teclados)
Andreas "Theo" Tegeler (Bateria)
Ian Scheele (Baixo)

Material cedido por:

Rock Brigade / Laser Company Records
http://www.lasercompany.com.br
Rua Madre de Deus 432 - CEP: 03119-000
São Paulo / SP - BRASIL
Tel.: (0xx11) 6605-6011
Fax: (0xx11) 6096-2288
Email: lasercompany@lasercompany.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Povertys No Crime"


Deep Purple: o riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
O riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

Rockstars: as filhas mais lindas dos astros do rockRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

Sasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinilSasha Grey
Sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecerOccult Rock
Dez novas ótimas bandas para você conhecer

Rolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90Rolling Stone
Os 100 melhores álbuns dos anos 90

Guns N' Roses: conheça as tattoos de Steven AdlerGuns N' Roses
Conheça as tattoos de Steven Adler

Axl Rose: vídeo compila tretas em shows de 1988 a 1993Axl Rose
Vídeo compila tretas em shows de 1988 a 1993


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.