Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemVinte excelentes músicas do Iron Maiden escritas pelo "chefe" Steve Harris

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo


Stamp

Resenha - White Blood Cells - White Stripes

Por Srta Machiavelli
Em 23/02/02

Ao ouvir pela primeira vez o disco "White Blood Cells", dos The White Stripes, eu senti vontade de ligar na rádio e pedir que tocassem uma das faixas, a mais deliciosamente pop de todas: "We're Going to Be Friends". Essa música fala de dois amigos que vão juntos pra escola num dia de volta às aulas no outono. A música enumera todas as coisas normais de escola: números, letras, aprender a soletrar, livros, mostre e conte, etc. O menino e a menina sentam-se lado a lado e se divertem, na escola, a ponto de não perceberem o tempo passar. Depois da aula o menino vai pra casa e, ao deitar-se para dormir, fica pensando em coisas tolas, nada de muito importante, apostando que no dia seguinte ele e sua amiguinha vão juntos para a escola novamente, porque tem certeza de que serão amigos. A melodia e a cadência da música combinam perfeitamente com o clima da historinha que a letra conta. E "We're Going to be Friends" é só a música mais pop do CD, que traz outras faixas realmente interessantes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um bom exemplo é a "I Think I Smell a Rat", que parece música de filme mexicano, com uma orquestração e uns vocais estranhíssimos, tudo recheado com alto teor de criatividade.

O CD traz ainda a música de garagem mais garagem que se ouvia num CD não-trash há anos, a "Fell in Love With a Girl". E mesmo sendo rock de garagem, sem nenhum arranjo inovador, ela impressiona pela originalidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Só para citar mais duas pérolas de White Blood Cells, tem a poderosa "I Can't Wait", um pop de refrão grudento bem arranjado, perfeita para cantar depois do banho, e a power-ballad-anos-60 "Now Marry".

Ao todo são 16 faixas, com o único defeito de serem curtas demais (ou talvez isso demais seja um trunfo) - "Fell In Love With a Girl", por exemplo, tem 1.50mim, e "Now Marry" tem apenas 1.46.

Os The White Stripes fazem um som primitivo, quase inocente, com letras que falam de garotos e garotas, relacionamentos simples, coisas assim. A banda é na verdade é uma dupla, Jack White (vocais e guitarras) e Meg White (bateria), que apesar
da semelhança física e de possuírem o mesmo sobrenome, teimam em não revelar o tipo de ligação que existe entre si: se são marido e mulher, namorados, irmãos ou etc.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"White Blood Cells" entrou para as principais listas de melhores discos de 2001, merecidamente. É o terceiro disco dos The White Stripes, que já haviam lançado "De Stijl" e "White Stripes". A banda é considerada uma das grandes promessas do rock primitivo* norte-americano atual, ao lado dos The Strokes. No entanto, ao contrário dos Strokes, que optaram por conservar uma sonoridade similar em todas as faixas de seu álbum de estréia (o ótimo "Is This It?", lançado pouco depois do single de sucesso "The Modern Age"), os The White Stripes seguem influências variadas, e não é difícil identificar faixas que soem como Led Zeppelin, Beatles, Beach Boys, Pixies ou até, acreditem se quiserem, Velvet Undergound. Imperdível.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

* Rock Primitivo: uma guitarra ou duas, baixo, bateria e vocal. Nada de experimentalismos eletrônicos.


Outras resenhas de White Blood Cells - White Stripes

Resenha - White Blood Cells - White Stripes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemJack White, ex-White Stripes, diz que nunca ouviu falar na música "Fear of the Dark"

Rock e Surrealismo: Clipes em que estas linguagens se misturam de forma brilhante


NME: os clipes mais legais da história, na opinião dos leitores