Resenha - Black Halo - Kamelot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


É verdade que o início de carreira do Kamelot, ainda com Mark Vanderbilt nos vocais, mostrava que muita coisa boa estava por vir. Também não podemos negar que a entrada de Roy Khan (ex-Conception), considerado um dos melhores vocalistas do mundo na atualidade, foi essencial no desenvolvimento da banda a partir de "Siege Perilous" (1998). E, de fato, a cada lançamento o grupo foi crescendo. Agora, cá entre nós, algum de vocês imaginou que o Kamelot chegaria a isso que nos apresenta em 2005?

Hall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do MetalMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich

"The Black Halo" é um passo tão grande que, mesmo lançado em Março, já coloca os dois pés cravados na lista dos dez melhores álbuns do ano de qualquer pessoa em sã consciência. Não só é um disco magnífico, como figura facilmente entre as melhores coisas que aconteceram ao power metal progressivo nos últimos dez anos.

A produção de Sascha Paeth, apoiado por Miro, o qual também trabalhou nos teclados e orquestrações, é indubitavelmente essencial para o sucesso aqui alcançado. Eles souberam colocar todo o planejamento do quarteto em prática e, tenha certeza, com arranjos tão vastos e tantos instrumentos envolvidos, essa não deve ter sido das tarefas mais fáceis.

Khan superou-se. Mais sentimento, qualidade interpretativa, e a técnica de sempre! Youngblood prova ser um guitarrista de mão cheia. Riffs dinâmicos, harmônicos poderosos, e melodias belíssimas. Casey Grillo dá show na bateria e Glenn Barry ganha destaque com linhas de baixo diferenciadas e eficazes.

Como se não bastasse o espetáculo propiciado pelo quarteto, surgem ainda os convidados especiais. Nomes de peso como Simone Simons (Epica), Shagrath (Dimmu Borgir), Jens Johansson (Stratovarius - ex-Malmsteen) e Herbie Langhans (Seventh Avenue), dão um contorno especial às composições em que marcam presença.

O Kamelot transita de um extremo a outro numa facilidade assustadora, sem vacilar um segundo. Impressionante como o conjunto achou uma estrutura própria e ativa na qual os vocais líricos de Simone Simons conseguem se adaptar tão perfeitamente a "The Haunting" quanto os guturais de Shagrath a "March Of The Mephisto".

"The Black Halo" é disparado o melhor lançamento do conjunto e dá ao ano uma perspectiva otimista, na espera de discos da mesma categoria. Algo muito complicado de se alcançar, sei disso, mas... não custa torcer.

Site Oficial - http://www.kamelot.com

Roy Khan (Vocais)
Thomas Youngblood (Guitarras)
Glenn Barry (Baixo)
Casey Grillo (Bateria)

Material cedido por:
Hellion Records - http://www.hellionrecords.com
Rua 24 de Maio, 62 - Lojas 280 / 282 / 308 - Centro.
São Paulo - SP - BRASIL
CEP: 01041-900
Tel: (11) 5083-2727 / 5083-9797 / 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Email: hellion@uol.com.br


Outras resenhas de Black Halo - Kamelot

Kamelot: Um disco que impressiona até hoje




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Kamelot"


Kamelot: Roy Khan homenageado por trabalho com jovensKamelot
Roy Khan homenageado por trabalho com jovens

Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Musos do Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

Power Metal: As bandas mais populares segundo o FacebookPower Metal
As bandas mais populares segundo o Facebook


Hall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do MetalHall Of Shame
As melhores músicas ruins da história do Metal

Metallica: a regressão técnica de Lars UlrichMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Ôôôôôeeee: Sílvio Santos aprovou montagem com Steve HarrisÔôôôôeeee
Sílvio Santos aprovou montagem com Steve Harris

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Slipknot: o que Craig Jones faz na banda?Slipknot
O que Craig Jones faz na banda?

Pink Floyd: duas paródias bizarras da capa de Atom Heart MotherPink Floyd
Duas paródias bizarras da capa de Atom Heart Mother


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336