Resenha - Parachutes - Coldplay

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

8


Um vocalista com timbre de voz variando entre Thom Yorke e Dave Matthews. Harmonias e melodias bem estruturadas, com a melancolia do Radiohead e toques dos momentos "popdélicos" do Blur. É na química desses elementos, que o Coldplay aposta, em seu primeiro álbum.

publicidade

Os comentários em torno do grupo têm se revezado entre elogios incansáveis e críticas a uma dita falta de identidade. De fato, não há nada em "Parachutes", que não tenha sido feito antes por alguma banda de brit pop. Oasis, Blur, Radiohead, e outros, já exploraram em demasia esse campo. No entanto, o disco de estréia destes ingleses é bem interessante, mesmo sem a presença dessa cobrada ‘novidade’.

publicidade

As letras são simples e diretas, mas ganham um algo mais, e adquirem um teor reflexivo, através das excelentes interpretações de Chris Martin, que é o maior destaque do conjunto. Jonny Buckland, Guy Berryman e Will Champion não mostram grande técnica com seus instrumentos e passam a impressão de estarem ainda um pouco verdes, tendo muito a aprender. Nada de grave, já que todos são bem jovens. Todavia, os três conseguem segurar a barra, e cadenciam bem as composições.

publicidade

Chris Allison e Ken Nelson se saíram bem na produção, conseguindo fazer o cru e a sonoridade ainda um pouco imatura do grupo, parecerem coisas mais trabalhadas, ‘cheias’. Não é um trabalho 100%, mas músicas como "Don’t Panic", "Spies" e "Trouble", pagam o CD. Vale a pena conferir e ficar de olho nos próximos lançamentos do Coldplay.

Site Oficial – http://www.coldplay.com

publicidade

Chris Martin (Vocais, Guitarra & Piano)
Jonny Buckland (Guitarra)
Guy Berryman (Baixo)
Will Champion (Bateria)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


NME: os 50 álbuns com mais vendas na primeira semanaNME
Os 50 álbuns com mais vendas na primeira semana

Qualidade duvidosa: os 30 CDs mais vendidos em 30 anosQualidade duvidosa
Os 30 CDs mais vendidos em 30 anos


Queen: Estaríamos fazendo música se Freddie estivesse vivo, mas não sei de JohnQueen
"Estaríamos fazendo música se Freddie estivesse vivo, mas não sei de John"

U2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da bandaU2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin