Resenha - Aqui, Ali, em Qualquer Lugar - Rita Lee

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


Rita Lee, a "rainha do rock" brasileiro, tem um currículo de respeito e não tem que provar mais nada para ninguém, e por isso a "garota" faz o que bem entender. Desta vez um disco tributo à banda mais influente de toda história: Os Beatles. E por que não? São 11 faixas e mais 3 bônus, com alguns dos maiores clássicos da banda inglesa interpretados por Rita.

Haja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do RockMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich

E não é que tem muita coisa boa nisso? É impossível dizer que "I Want To Hold Your Hand" em sua versão meio forró ficou ruim (ficou, sim, genial!!!) e que "With A Little Help From My Friends" com um ar de MPB ficou sem graça... Rita Lee realmente soube fazer versões diferentes das músicas e dar um toque especial em quase todas as composições.

Algumas não ficaram tão legais (nem tudo é perfeito) e a própria "Lucy in The Sky With Diamonds" (particularmente uma das minhas preferidas dos Beatles) não me agradou tanto. Já as versões em português vão causar um certo espanto em algumas pessoas, mas nada que algumas ouvidas não curem, por que foi tudo feito com muito cuidado, e em termos de Rita Lee, com muita qualidade! Mas que é engraçado ver músicas como "Can't Buy Me Love" e "If I Fell" com nomes de "Tudo Por Amor" e "Pra Você Eu Digo Sim" é...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rita Lee"


Drogas: As melhores músicas sobre o temaDrogas
As melhores músicas sobre o tema

Rita Lee: Ela lamberia Serguei de graça!Rita Lee
Ela lamberia Serguei de graça!

Rita Lee: Se um dia me encontrar, não ofereça um baseadoRita Lee
"Se um dia me encontrar, não ofereça um baseado"


Haja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do RockHaja pente
Os músicos mais cabeludos e barbudos do Rock

Metallica: a regressão técnica de Lars UlrichMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Metallica: A reação de James a famosos usando camisetas da bandaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda

Green Day: 10 coisas que você não sabe sobre a bandaGreen Day
10 coisas que você não sabe sobre a banda

Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoCradle Of Filth
Dani Filth explica seu conceito de religião

Nirvana: Grohl fala como se sentiu ao reencontrar Frances CobainNirvana
Grohl fala como se sentiu ao reencontrar Frances Cobain

Avenged Sevenfold: criticado por vocalista do NOFXAvenged Sevenfold
Criticado por vocalista do NOFX


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336