Resenha - Tribute To Van Halen - 2000 - Vários Artistas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Finalmente tomaram vergonha na cara e lançaram um tributo decente ao Van Halen, uma das mais influentes bandas da história. Infelizmente, em uma amostra de total falta de interesse e até respeito para com os fãs, esqueceram que o Van Halen já teve três vocalistas, três fases diferentes e não viveu apenas da excelente fase ao lado de David Lee Roth.
1356 acessosVan Halen: em "5150", uma banda mais compacta e divertida5000 acessosVocalista: dez razões pelas quais os demais integrantes o odeiam

São onze músicas interpretadas por músicos de qualidade indiscutível, como Dweezil Zappa, Eric Singer, Mark Slaughter, Doug Aldrich, Joe Lynn Turner, Reb Beach, Yngwie Malmsteen, Billy Sheehan, George Lynch, Jeff Scott Soto, Bruce Kulick e muitos outros, que ao longo de toda a carreira mostraram as influências que sofreram de Eddie Van Halen & cia. E um bom tributo começa exatamente quando os convidados realmente foram influenciados pela banda. Não adianta uma gravadora juntar um monte de iniciantes que precisam se promover mas nem sequer ‘conhecem’ a música que vão tocar, e daí colocar para gravar tributos com objetivos puramente comerciais e que têm, na maioria das vezes, resultados insatisfatórios, lastimáveis.

Como todas as músicas são da era David Lee Roth, as atenções se voltam para a atuação dos vocalistas. Não é fácil encontrar músicos com o talento e a presença de David e isso fica claro na audição deste álbum. Doug Pinnick, por exemplo, deixa muito a desejar em “Light Up The Sky”, onde toca ao lado de Yngwie Malmsteen, Billy Sheehan e Vinnie Colaiuta (que “time”, hein?). Diferente da de Pinnick foram as atuações de Joe Lynn Turner e Jeff Scott Soto, que literalmente incorporaram o espírito que o Van Halen dos tempos de David Lee Roth tinha. Lynn Turner toca “Dance The Night Away” acompanhado por Reb Beach, Marco Mendoza e Gregg Bissonette. Soto toca “So This Is Love” ao lado de Blues Saraceno, Tony Franklin e Eric Singer. Ou seja, mais duas espetaculares formações.

O álbum foi produzido por Bob Kulick, que fez um trabalho excelente. Apesar de ser o primeiro tributo de alta qualidade, com muitas estrelas e uma produção excelente, fica difícil apagar da memória a bobagem que fizeram ao colocar apenas músicas da fase David Lee Roth. Mas é um tributo de qualidade, onde pode-se encontrar fãs do VH tocando músicas da banda. E, graças a Deus, sem elementos de dance (existe um tributo dance ao VH) e sem Eruption tocada no teclado (uma das coisas mais horríveis que já ouvi) por um zé ruela qualquer. Não é o tributo ideal para um fã do VH (em todas as suas fases), mas já tá valendo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Van HalenVan Halen
Em "5150", uma banda mais compacta e divertida

456 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

GuitarristasGuitarristas
E se os mestres esquecessem como se toca?

Eddie Van HalenEddie Van Halen
A participação em "De Volta Para o Futuro"

VírgulaVírgula
Hits dos 80s que a gente tinha vergonha, mas hoje canta com vontade

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

VocalistaVocalista
Dez razões pelas quais os demais integrantes o odeiam

MetallicaMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Yngwie MalmsteenYngwie Malmsteen
Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista

5000 acessosGarimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosMick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo3881 acessosNirvana: goleiro Peter Cech, do Arsenal, em cover de "In Bloom"4873 acessosSofrência: E se as bandas de rock dos anos 80 resolvessem tocar Pablo?5000 acessosAtaque em Paris: Veja vídeos da fuga no início do massacre

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online