RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar

imagemBruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemOs álbuns de outros estilos musicais que Dave Mustaine indica para quem é headbanger

imagemBarbosa ficou em 2º em concurso de guitarrista mais sexy e perdeu para astro internacional

imagemDavid Coverdale lista seus 20 álbuns preferidos do rock britânico

imagemBittencourt explica óbvio motivo para convidar "Cara do Crepúsculo" para papel do Batman

imagemKiko Loureiro explica a química da atual formação do Megadeth

imagemCom tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemRafinha Bastos e João Gordo debatem piada sobre Wanessa e discutem papel do humor

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás


NFL Steve Harris

Resenha - From The Cradle To Enslave - Cradle of Filth

Por Rodrigo Simas
Em 12/04/00

Nota: 8

O Cradle of Filth volta com um EP de 6 músicas, sendo duas novas, três covers e uma nova versão para uma de suas melhores composições, Funeral In Carpathia.

A primeira faixa, que dá o nome ao CD, From The Cradle To Enslave, traz o Cradle Of Filth de sempre, porém ainda com uma melhor produção e um pouco mais acessível ( se é que posso utilizar a palavra acessível com uma banda como eles ) com os teclados um pouco mais presentes e com melodias bem mais facilmente digeridas. A segunda música, Of Dark Blood And Fucking, é uma porrada só, com partes climáticas e cavalgadas matadoras, lembrando o último disco, Cruelty And The Beast, sem esquecer dos vocais característicos de Dani Filth, que continua no comando da banda.

Funeral In Carpathia aqui aparece numa versão intitulada Be Quick Or Be Dead ( nada a ver com a música do Iron Maiden) e traz a mesma em uma velocidade espantosa, muito mais rápida que a original.

As três covers são, respectivamente, Death Comes Ripping ( Danzig ), Sleepless ( Anathema ) e Dawn Of Eternity ( Massacre), sendo a última uma versão muito pesada bem no estilo Cradle, ainda mais com a inclusão de teclados e com o vocal de Dani, porém dessa vez bem mais urrado que o normal e não tão agudo.

É engraçado notar que não vem os nomes dos integrantes no encarte do CD e que, na foto da banda, só aparecem 5 deles, já sem Lecter nela.

A versão européia digipack do disco não traz Dawn Of Eternity, e sim uma versão eletrônica techno para uma música da banda.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dani Filth homenageia Stuart Anstis, falecido ex-guitarrista do Cradle Of Filth

Stuart Anstis, ex-guitarrista do Cradle Of Filth, morre aos 48 anos

Kreator divulga vídeo de "Betrayer" ao vivo, com participação de Dani Filth

Do heavy ao black metal, 20 bandas que já gravaram covers do Iron Maiden

Dani Filth: "Acredito em uma mistura de deuses!"

Cradle Of Filth: vocalista relembra suas stalkers

Dani Filth relembra passado na Inglaterra e controversa estreia do Bruce no Iron Maiden

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre

Mais matérias de Rodrigo Simas.