Resenha - A Funk Odyssey - Jamiroquai

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar Correções  

8


Com esse nome, antes de comprar o CD, achei que o Jamiroquai havia voltado a fase dos maravilhosos "Emergency On Planet Earth" e "The Return Of The Space Cowboy", que foram discos que mesclavam jazz, funk, disco e diversos outros estilos, mas que ainda não tinham os toques demasiadamente POPs e uma atitude mais comercial que começou a aparecer depois do lançamento do terceiro "Traveling Without Moving". Porém este "Funk Odyssey" vem até mais POP que o anterior, com tendências mais eletrônicas, mas que felizmente não comprometem a qualidade da banda. Jay K sabe o que faz.

publicidade

"Feel So Good" abre o disco e não decepciona, seguida por "Little L" (primeiro single), que já está sendo tocada nas rádios e na MTV, e tem melodias daquelas que grudam na cabeça, bem como os antigos sucessos "Canned Heat", "Cosmic Girl" e "When You Gonna Learn".

Mas é na quarta "Corner Of The Earth" que Jay K mostra toda sua musicalidade (com influências até de música brasileira), com uma letra muito boa, grande trabalho dos teclados e uma linda melodia. Outro destaque é a mais pesada "Stop Don’t Panic", com mais guitarras e um ritmo contagiante, que abre espaço à bonita balada "Black Crow" , com destaque total aos vocais de Jay K, e a super-funk-disco-pop "Main Vein".

publicidade

"Funk Odyssey" fecha com a excelente "Picture Of My Life" (será que eles estão realmente sendo influenciados por música brasileira?), mostrando que o Jamiroquai ainda está vivo e que ainda tem muita coisa para mostrar.

Não é nem de longe o melhor CD da banda, mas com certeza não vai decepcionar ninguém e vale estar na discografia de qualquer fã e de qualquer pessoa que goste de música boa sem se prender a estilos e tendências.

publicidade

OBS: quando a última faixa acabar continue ouvindo o CD pois entra uma outra música sem nome muito legal que vale ser conferida.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: o que os grandes músicos acham da banda?Iron Maiden
O que os grandes músicos acham da banda?

Sign of the horns: o sinal do DemônioSign of the horns
O sinal do Demônio


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin