Bruce Dickinson: refutando que o metal seja estilo da classe trabalhadora

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Irish Times
Enviar correções  |  Comentários  | 

O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, refutou que o heavy metal seja um estilo musical apreciado, especialmente, por homens das classes sociais trabalhadoras e consideradas "alienadas". Em entrevista ao The Irish Times, o cantor afirmou que não acredita que seja possível alocar qualquer gênero musical a uma determinada classe social.

3649 acessosBruce Dickinson: "If Eternity Should Fail" deve estar em novo solo5000 acessosOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

Durante o bate-papo, Bruce Dickinson falou sobre ter estudado em um internato bastante prestigiado da Inglaterra, chamado Oundle. Então, o entrevistador apontou que, no Reino Unido, os internatos são destinados especialmente às pessoas de classe média, enquanto que o heavy metal é característico, segundo ele, da chamada classe trabalhadora.

Em resposta à observação, Dickinson disse: "Não tenho muita certeza sobre isso. Não acredito que seja possível alocar qualquer estilo de música a uma determinada classe social. Você imaginaria que o punk fazia parte de uma classe extremamente trabalhadora, mas, na verdade, estava repleto de pessoas ricas em muitas bandas punk. No topo de várias bandas punk, estavam diversas pessoas de classe média ou anarquistas aristocratas. Também tinha também uma participação justa das pessoas da classe trabalhadora".

Dickinson afirmou que não será o responsável a dar início a uma "guerra de classes" na música. "Evito guerra de classes, porque é besteira. Pessoas são pessoas. De onde elas vêm, bem como seus antecedentes, são características muito variadas. O dinheiro não deveria entrar nisso, a menos que essas pessoas queiram", disse.

Curiosamente, o site Blabbermouth apontou que uma pesquisa feita em 2014, pelo City Lab com o Martin Prosperity Institute, tentou apresentar uma visão socioeconômica mais apurada sobre o heavy metal.

O estudo, que faz uma associação entre condição socioeconômica e número de bandas de metal presentes, afirma que embora o estilo tenha menor influência em locais como Estados Unidos e Reino Unido, com problemas desse teor mais evidentes entre a população, a popularidade do gênero permanece em alta em países da chamda Escandinávia, "notáveis por sua riqueza, segurança social robusta e alta qualidade de vida". A pesquisa aponta, ainda, que o apreço dos países escandinavos pelo heavy metal está ligado diretamente ao ensino compulsório de música nas escolas.

Veja:

https://www.citylab.com/equity/2014/05/how-heavy-metal-track...

Comente: Você concorda com a opinião de Bruce Dickinson?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Bruce DickinsonBruce Dickinson
"If Eternity Should Fail" deve estar em próximo disco solo

1296 acessosFabio Lima: guitarra com distorção vs. guitarra sem distorção0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

ÍconesÍcones
Gigwise elege os 14 mais marcantes mascotes de bandas

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Uma indireta para o Metallica em entrevista?

Capas AssustadorasCapas Assustadoras
Loudwire elege as Top 10 do Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Bruce Dickinson"


Oops!Oops!
Dez erros eternizados em gravações

Metal suecoMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

Phil AnselmoPhil Anselmo
Mandou um "White Power" mas nega ser racista

5000 acessosAndreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista5000 acessosFotos de Infância: Lemmy Kilmister, do Motorhead5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosThrash Metal: dicas de dez ótimas bandas underground5000 acessosRed Hot Chili Peppers: Rock & Roll está morto, diz Flea5000 acessosVitão Bonesso: A imensa coleção do apresentador do Backstage

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de dezembro de 2017


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online