Exodus e Anthrax: Ruindo o Muro ao som do metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jefferson Alexandre da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Originalmente publicada em thethrashpit.blogspot.com.br.

1403 acessosAnthrax: banda elege a sua música mais subestimada.5000 acessosPantera: histórias de horror na América do Sul

Um marco na história mundial, e mais sensivelmente, na história recente do século XX, a queda do muro de Berlim, que teve seus primeiros tijolos retirados em 9 de novembro de 1989, impactou toda uma geração que cresceu em um mundo nitidamente divido pela Guerra Fria.

Como qualquer representação artística, a música não é descolada de sua realidade histórica, muito pelo contrário, ela traz elementos representativos de um momento da humanidade. Com certeza esse gigantesco acontecimento foi representado – não necessariamente da mesma maneira - por músicas da cena do heavy metal e, especificamente nesse artigo, no thrash metal nos inícios dos anos 1990.

Com 10 anos na estrada EXODUS e ANTHRAX configuravam-se como ícones do autêntico e clássico thrash metal quando o muro veio a baixo, a primeira advinda da “mitológica” bay area na Califórnia e a segunda de New York.

Nesse ano essas bandas lançaram, respectivamente, Impact is Imminent (21/07/1990) e Persistence of Time (21/08/1990) que, além de excelentes músicas abordando diversos temas como violência, vida na estrada, etc., não poderiam deixar de dedicar uma faixa para retratar esse acontecimento histórico. Changing of the Guard (EXODUS) e One Man Stands (ANTHRAX) foram as músicas escolhidas pelas bandas.

A faixa do EXODUS prima pelo lado político que o fim da Alemanha Oriental representava para o mundo. Assim, os thrashers da bay area apresentam um mundo dominado por um ditador avarento que divide somente com sua esposa as riquezas e benesses da vida. No entanto, a “mesa virou” e “a revolução tirou o rei do seu trono”, acabando com a tirania ao executar o antigo governante. Para eles o mundo clama por democracia e já passou do tempo de transformar o comunismo nessa forma de governo, sendo impossível conter essa força que irá acabar com a divisão do mundo, até porque a “liberdade é contagiosa e está se espalhando” por ele. A queda do muro significa o fim das divisões entre os seres humanos e ela foi alcançada pelo sacrifício de muitos que tentaram, sem sucesso, atravessar suas paredes. Ela é, portanto, uma conquista do povo.

Dessa maneira, a representação apresentada pela música do EXODUS é que foi pela conquista de povo que o muro ruiu, sendo aberta a democracia e liberdade para eles, no qual as divisões já não existem mais. O discurso então é direcionado para uma nova forma de organização política baseado na liberdade dos indivíduos.

Por outro lado, a música do ANTHRAX tem um tom mais festivo que político, talvez pela característica humorística da banda, é uma comemoração ao fato do “inimigo estar morto”. Ele estava escondido da verdade do mundo – atrás dos muros - até que esse foi demolido e o direito humano a liberdade foi, enfim, tornado livre. O que é necessário agora é destruir os ícones das “ideias retrogradas”, pois agora “a ovelha não teme o lobo, mas ela pega o que quer”.

Assim como na música anterior, essa liberdade é uma conquista, mas não é especificado uma conquista de quem, pois o agente dessa ação é chamado de “um homem que fica em pé”. Assim, o mesmo pode ser interpretado como a associação genérica chamada povo ou ao próprio Estados Unidos.

Sempre sensíveis aos temas contemporâneos, o thrash metal, representado aqui por essas duas bandas, contribuíram com a sua visão para esse importante acontecimento.

Vale a pena ouvir essas músicas tendo em mente o mundo da época em que ela foi feita.

Abaixo as músicas dessa resenha:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AnthraxAnthrax
Banda elege a sua música mais subestimada.

2891 acessosRudy Sarzo: nova banda de Thrash com ex-Anthrax e ex-Journey2112 acessosCooking Hostile: Cozinhando com suas bandas preferidas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Anthrax"

AnthraxAnthrax
Veja Scott Ian sendo morto em "The Walking Dead"

AnthraxAnthrax
Scott Ian escolhe seus hinos favoritos do heavy metal

Contra-baixoContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Exodus"0 acessosTodas as matérias sobre "Anthrax"

PanteraPantera
Histórias de horror na América do Sul

MetallicaMetallica
Homem que matou Bin Laden usou faixas em tortura

ImpressionanteImpressionante
Como são cordas de guitarra vistas no microscópio?

5000 acessosAs piores tatuagens de rockstars5000 acessosGilby Clarke: Axl me disse "aproveite seu último show"5000 acessosSociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teórica5000 acessosGravadoras: livro relata erros cometidos pela indústria musical5000 acessosPortnoy: "Não consigo acordar e ir para o trabalho!"5000 acessosIron Maiden: 10 músicas que você provavelmente esqueceu que gosta

Sobre Jefferson Alexandre da Silva

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online