Pink Floyd, Beatles, Dylan: não gostariam de começar a carreira hoje, diz C. Aznavour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Uol
Enviar correções  |  Comentários  | 

O cantor francês Charles Aznavour, que recentemente passou por São Paulo, concedeu uma entrevista ao UOL em que comentou, além da sua longa carreira, sobre a indústria fonográfica atual. Ele cita astros do rock e afirma: 'Eles não iriam gostar de começar a carreira hoje'.

3376 acessosNando Moura: Pink Floyd - esquerdistas???5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

UOL: O que mudou para o bem e para o mal do início da sua carreira até os dias atuais?

Charles Aznavour: Muitas coisas. Para ser honesto, eu odiaria começar a minha carreira hoje. Com essa indústria musical, muitos artistas também não iriam gostar, como Pink Floyd, Bob Dylan, Bruce Springsteen, Elton John, Leonard Cohen, Beatles. Hoje em dia é tudo efêmero. Todos esses programas de talentos na TV não são feitos para achar novos artistas. Eles são programas de TV em primeiro lugar e fazem muito dinheiro com anúncios e votação via telefone. Se alguém se tornar uma estrela, que bom. Mas isso não é o essencial aos olhos deles. Muitos desses jovens foram retirados de suas vidas humildes e em dez semanas são empacotados e apresentados a uma nova vida. Nem todos podem vencer e, no final da temporada, são jogados de volta para se tornarem caixas de supermercado. É muito cruel. Muitos precisam de terapia, tem crises nervosas, alguns até se suicidam. Já me convidaram várias vezes para ser jurado e nunca aceitei.

Uol: Encontramos centenas de vídeos seus no YouTube. A internet renovou a sua audiência?

Charles Aznavour: A internet é uma faca de dois gumes. De um lado, matou a indústria musical. As vendas de discos acabaram por causa dos downloads e pagamentos ridiculamente baixos em plataformas de streaming. Mas o YouTube teve um impacto positivo ao deixar disponíveis produtos que nunca seriam vistos de outra forma. É uma ferramenta incrível para artistas e eu tenho certeza que muitos descobriram a minha música no YouTube. Então é positivo.

Se você curte o artista, confira a entrevista completa no site abaixo:
https://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2017/03/16/aos-92...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

David GilmourDavid Gilmour
Trecho inédito do show histórico em Pompeia

3376 acessosNando Moura: Pink Floyd - esquerdistas???1226 acessosRoger Waters: organização judaica acusa músico de ser antissemita2789 acessosPink Floyd: Idosos reagem a músicas da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pink Floyd"

Pink FloydPink Floyd
Waters e Mason topam se reunir em Glastonbury mas...

Pink FloydPink Floyd
...muito além das palavras...

Dream TheaterDream Theater
Petrucci comenta a influência de David Gilmour

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"0 acessosTodas as matérias sobre "Pink Floyd"0 acessosTodas as matérias sobre "Bob Dylan"0 acessosTodas as matérias sobre "Bruce Springsteen"

Guitar WorldGuitar World
As 50 melhores canções de Rock de todos os tempos

BizarricesBizarrices
Ozzy Osbourne, Rolling Stones, The Who e outros

Metal NeoclássicoMetal Neoclássico
As regras para se tornar uma estrela do gênero

5000 acessosDanilo Gentili: O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiro5000 acessosJoão Gordo: quais são as bandas que ele ouve hoje em dia?5000 acessosGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosW.A.S.P.: o casamenteiro de Lita Ford e Chris Holmes!5000 acessosGuns N' Roses: dez coisas que podem micar a reunião5000 acessosBlack Sabbath: Análise vocal de Ozzy Osbourne

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online