Pink Floyd, Beatles, Dylan: não gostariam de começar a carreira hoje, diz C. Aznavour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Uol
Enviar Correções  

O cantor francês Charles Aznavour, que recentemente passou por São Paulo, concedeu uma entrevista ao UOL em que comentou, além da sua longa carreira, sobre a indústria fonográfica atual. Ele cita astros do rock e afirma: 'Eles não iriam gostar de começar a carreira hoje'.

UOL: O que mudou para o bem e para o mal do início da sua carreira até os dias atuais?

Charles Aznavour: Muitas coisas. Para ser honesto, eu odiaria começar a minha carreira hoje. Com essa indústria musical, muitos artistas também não iriam gostar, como Pink Floyd, Bob Dylan, Bruce Springsteen, Elton John, Leonard Cohen, Beatles. Hoje em dia é tudo efêmero. Todos esses programas de talentos na TV não são feitos para achar novos artistas. Eles são programas de TV em primeiro lugar e fazem muito dinheiro com anúncios e votação via telefone. Se alguém se tornar uma estrela, que bom. Mas isso não é o essencial aos olhos deles. Muitos desses jovens foram retirados de suas vidas humildes e em dez semanas são empacotados e apresentados a uma nova vida. Nem todos podem vencer e, no final da temporada, são jogados de volta para se tornarem caixas de supermercado. É muito cruel. Muitos precisam de terapia, tem crises nervosas, alguns até se suicidam. Já me convidaram várias vezes para ser jurado e nunca aceitei.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Uol: Encontramos centenas de vídeos seus no YouTube. A internet renovou a sua audiência?

Charles Aznavour: A internet é uma faca de dois gumes. De um lado, matou a indústria musical. As vendas de discos acabaram por causa dos downloads e pagamentos ridiculamente baixos em plataformas de streaming. Mas o YouTube teve um impacto positivo ao deixar disponíveis produtos que nunca seriam vistos de outra forma. É uma ferramenta incrível para artistas e eu tenho certeza que muitos descobriram a minha música no YouTube. Então é positivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se você curte o artista, confira a entrevista completa no site abaixo:
https://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2017/03/16/aos-92...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Musas inspiradoras: as esposas mais lindas dos rockstarsMusas inspiradoras
As esposas mais lindas dos rockstars

Iron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palcoIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336