Ao vivo: álbuns clássicos que você deveria conhecer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Já vou avisando que esta é uma lista pessoal de álbuns ao vivo de rock/metal que marcaram a minha audição e me proporcionaram horas e horas de puro deleite auditivo e tornaram a minha adolescência suportável. Pode ser que muitos não concordem com ela e/ou achem que faltam obras. A minha intenção é sugerir àqueles que estão iniciando no rock/metal obras que considero fundamentais e um deleite auditivo tão necessário neste país. São álbuns para ouvir acompanhado dos amigos, dos casos, amantes, etc. Bom, então vamos iniciar:

1122 acessosBruce Dickinson: quando Johnny Cash lhe pediu um autógrafo5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

Alchemy - Dire Straits

Mark Knopfler é um guitarrista invejado por muitos. Dono de uma técnica muito pessoal, Knopfler não usa palheta, mas sim seus dedos, ele construiu uma bela reputação nos anos 1980/90. O álbum é uma aula de como tocar rock e foi uma injeção de ânimo na banda. O grande feito da banda foi dar uma injeção de adrenalina em músicas que nos álbuns de estúdio não soavam tão legais e transformá-las em clássicos instantâneos.

Alive I - Kiss

Ah, o Kiss! Banda de tantos ódios e tantos amores! Mesmo os detratores da banda hão de concordar que Alive I é a obra-prima da banda, sendo o álbum que a catapultou para o sucesso. Com Ace Frehley em um estado sobrenatural, a banda desfila as músicas de seus primeiros três álbuns de estúdio que não tiveram a repercussão esperada. Alive I consegue passar para o vinil toda a energia da banda, o que os álbuns de estúdio não conseguiram até então. A banda lançou mais dois álbuns ao vivo, mas sem o mesmo brilho. Impossível ouvir sem bangear!

The Song Remains The Same - Led Zeppelin

Álbum para ser ouvido em uma tarde nublada, se possível com uma garoa fina e um pouquinho de frio. Eu o reputo como uma obra de arte, o auge da mais emblemática banda dos anos 1970. O Led Zep teve o privilégio de contar com músicos que se tornaram referência em suas respectivas artes. Que levante a mão quem nunca ouviu falar de Robert Plant, Jimmy Page, John Paul Jones e John Bonham! Monstros sagrados!

Se você é daqueles que não cortem os excessos musicais dos anos 1970, grandes solos instrumentais, músicas estendidas, etc. e etc., ouça o álbum pelo menos para ver por que os punks tinham tanto ódio da banda.

(P.S.: não encontrei links legais no Youtube)

Live Evil - Black Sabbath

Por razões que nunca serão explicadas, o Black Sabbath nunca lançou material oficial ao vivo com Ozzy Osborne. Live Evil foi lançado em 1982 com Ronnie James Dio que deu uma cara nova aos clássicos da banda e adicionou novos outros alçando-se ao panteão dos deuses. A voz de Dio está incomparável! Diziam os mexericos da época que a mixagem da voz foi a causa da demissão de Dio. Anos depois, ele e Iommi confirmaram a história. Mas esqueça isso! Live Evil é o registro magistral de uma banda seminal.

Speak Of The Devil - Ozzy Osbourne

Mr. Madman mostrou-se inigualável na tarefa de descobrir grandes músicos. Depois de perder ninguém menos que Randy Rhoads, coube a Brad Gillis a quase impossível tarefa de substituí-lo. E ele o fez muitíssimo bem. Pena que Gillis optou por não continuar passando o bastão para Jake E. Lee. O álbum traz somente músicas gravadas pelo Black Sabbath e, por esta razão, é um desfilar de clássicos. Com uma banda muito bem afinada, Mr. Madman mostrou que estava vivo e em grande forma.

Exit Stage Left - Rush

Foi o primeiro álbum do Rush que eu ouvi e posso dizer que comecei muito bem. O que dizer de músicos como Geddy Lee, Neil Peart e Alex Lifeson? Álbum indicado para aqueles que gostam de músicas bem compostas e muitíssimo bem tocadas. E foi gravado por somente três músicos, hein!

The Eagle Has Landed - Saxon

O primeiro álbum ao vivo de Biff Bifford e sua turma que mostra a fase clássica do Saxon antes do Crusader. Indicado para aqueles que curtem uma NWOBHM. Um detalhe interessante do álbum é que na contracapa é mostrada a velocidade computada do baterista Nigel Glockler ao executar as músicas. O único defeito do álbum é não ser duplo.

https://youtu.be/PE7Zp8w2T2A?list=PL8a8cutYP7foUtbjNfpPwaurg...

Unleashed In The East - Judas Priest

Primeiro registro ao vivo de Rob Halford, Glenn Tipton, K. K. Downing e Ian Hill. Magistral, simplesmente magistral! Desde o início percebe-se que o Judas Priest é uma banda diferente. Rob Halford mostra ao vivo todo o seu alcance vocal cantando da mesma forma, ou até melhor, que em estúdio. Álbum para ser enquadrado e deixado na sala de estar. Em 1986, a banda um duplo ao vivo chamado 'Priest Live!', mas, infelizmente, este registro não chega aos pés do primeiro.

Live After Death - Iron Maiden

É simplesmente o registro da lendária banda Iron Maiden no seu ápice! Somente isso! Na época muita gente lamentou a falta de algumas músicas, 'Where Eagles Dare' por exemplo, mas se fossem colocar todas as músicas que mereciam um registro ao vivo, o álbum teria de ser triplo ou quadruplo. Bruce Dickinson mostra porque conseguiu substituir Paul Dianno e levar a banda a patamares nunca antes imaginados.

Made In Europe - Deep Purple

Muita gente o considera um álbum menor porque não foi gravado com a formação original, mas David Coverdale e Glenn Hughes fizeram um trabalho simplesmente fantástico. A grande surpresa foi realmente Glenn Hughes, pois além de ser um baixista melhor que Roger Glover (vão me matar por isso!), canta muito bem. É o registro ao vivo de músicas como Burn, Stormbringer e outras que cá entre nós também merecem ser alçadas ao nível dos clássicos da banda. E Ritchie Blackmore está muito bem!

Made Pirata (Volumes I e II) - Made In Brazil

Infelizmente, os registros ao vivo de bandas nacionais de rock/metal não são comuns. Aliás muitas bandas maravilhosas dos anos 1970/80 não deixaram sequer registros em estúdio, quanto mais ao vivo. O disco não registra o auge da banda, mas traz participações especiais de membros antigos que abrilhantam o trabalho. Originalmente projeto para ser um álbum duplo, o disco foi lançado em dois volumes por causa das dificuldades materiais da época e também porque se achou que não venderia tão bem como álbum duplo. Coisas das gravadoras brasileiras. Enfim, grande registro de uma grande banda que merece muito mais reconhecimento.

Comente: Qual o seu preferido destes citados?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Quando Johnny Cash lhe pediu um autógrafo

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Tradução do nome da banda em mais de 20 línguas

Nicko McBrainNicko McBrain
"Imagine eu tocando Run to the Hills com 73 anos!"

Iron MaidenIron Maiden
As onze melhores canções com conteúdo histórico

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Dire Straits"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"0 acessosTodas as matérias sobre "Rush"0 acessosTodas as matérias sobre "Saxon"0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Made In Brazil"


Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

BateristasBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

MotorheadMotorhead
"Radiohead e Coldplay não são rock"

5000 acessosJason Newsted: revelando porque ele deixou o Metallica5000 acessosMetalhead: as mulheres mais sexys do Heavy Metal5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosUCR: Os 5 piores comerciais com astros do rock4060 acessosBaixo e bateria: a história dos grooves em vídeo de 17 minutos4499 acessosKirk Hammett: "Bonded By Blood é tão bom quanto Kill 'Em All"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de março de 2017


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online