Elizabeth Bathory: O legado da "condessa sanguinária" no cenário Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcelo Araújo, Fonte: Ogro do Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

Elizabeth Bathory (1560-1614) foi uma condessa húngara que, segundo a lenda, matava mulheres (a maioria virgem) para se banhar no sangue delas, e assim, manter sua pele sempre bela e rejuvenescida. Apesar desse fato ser amplamente difundido por vários escritores, não existe nenhum documento ou relato que comprove tais banhos.

221 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer5000 acessosAndreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"

Na verdade, o que se sabe, é que a condessa era uma sádica psicótica, com envolvimento no campo da alquimia, feitiçaria e bruxaria. Seus métodos de tortura eram doentios e contavam sempre com a participação de cúmplices, como por exemplo, o anão Ficzko, que em depoimento, revelou que as mulheres eram atraídas ao Castelo pela falsa promessa de emprego. Chegando lá, elas eram amarradas e começava uma série de crueldades, do qual incluía torturas com ferro em brasa, água fervendo, dedos decepados e veias cortadas com tesoura.

A condessa fazia questão de abrir a pele das vítimas com suas próprias unhas, além de obrigá-las a satisfazerem seus desejos sexuais mais sórdidos. Oficialmente, foram confirmadas 80 mortes, porém, a estimativa revela que tenham sido em torno de 650.

No cenário Rock, há inúmeras referências sobre a condessa. Confira.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Comente: Qual o personagem mais bizarro constantemente abordado em letras de metal?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 08 de outubro de 2016

Kerry KingKerry King
As músicas do Slayer que ele odeia

221 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer2224 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa435 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

AngraAngra
"Raining Blood" do Slayer na tour do Temple Of Shadows

SlayerSlayer
Os brutos também amam: inclusive o Tom Araya

Kerrang!Kerrang!
Os 50 maiores discos de metal segundo a revista

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Bathory"0 acessosTodas as matérias sobre "Candlemass"0 acessosTodas as matérias sobre "Cradle Of Filth"0 acessosTodas as matérias sobre "Ghost"0 acessosTodas as matérias sobre "Kamelot"0 acessosTodas as matérias sobre "Malefactor"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Venom"

Andreas KisserAndreas Kisser
"Eloy Casagrande talvez não seja humano"

Raul SeixasRaul Seixas
O alerta sobre as drogas em carta psicografada?

Collectors RoomCollectors Room
Vinícius Neves, do Stay Heavy, mostra a sua coleção

5000 acessosGosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para sempre5000 acessosFotos de Infância: Lemmy Kilmister, do Motorhead5000 acessosOs dez maiores picaretas da música internacional5000 acessosMetal: dez álbuns provam que 1986 foi o ano do Thrash5000 acessosTaylor Hawkins: ele diz qual banda matou o glam metal oitentista5000 acessosPitty: O Rock precisa ocupar a mídia sem fazer papel de rídiculo

Sobre Marcelo Araújo

Carioca da gema e fanático por música de qualidade, aprendeu a gostar de Rock aos 10 anos de idade por causa de bandas como Scorpions, Led Zeppelin e Guns N’ Roses. A maior decepção foi ver uma de suas bandas preferidas, o Bon Jovi, mudar completamente de estilo e se tornar uma coisa bem chatinha de uns tempos pra cá, algo classificado como uma mistura de Sertanejo Universitário com Pop. Das bandas mais recentes, curte bastante Alter Bridge e Unisonic. Adora tudo relacionado com as curiosidades por trás das canções, álbuns e bandas, sempre escrevendo matérias a respeito desses fatos no blog Ogro do Metal.

Mais matérias de Marcelo Araújo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online