Vinyl: as histórias e personagens reais que inspiraram a série

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Produzida pela dupla Mick Jagger e Martin Scorcese, Vinyl estreou mundialmente dia 14 de fevereiro com um épico episódio com 2 horas de duração. A trama conta a história de Richie Finestra, principal executivo da American Century, fictícia gravadora que atravessa um difícil momento financeiro. Ambientado no início da década de 1970, o seriado retrata o cotidiano do pessoal envolvido com música no período, sejam eles executivos, produtores ou os próprios músicos em si. Tudo, é claro, com o típico exagero da época, traduzido em doses generosas de sexo, drogas e rock and roll em cada episódio.

Dream Theater: semelhanças na capa de álbum?Rammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Abaixo, listamos algumas curiosidades e alusões a histórias e personagens reais que são mostrados nos episódios de Vinyl:

Os New York Dolls foram, por um breve período, a banda residente do The Mercer Arts Center, tocando todas às terças à noite na Sala Oscar Wilde da casa de shows. No entanto, a administração da casa expulsou a banda em 1972 porque não queria a imagem do local "manchada" pelo selvagem público do rock and roll. Isso se deu pelo fato de o Mercers ficar em uma região central de Nova York, cheia de eventos culturais. O prédio abrigava também o Grand Central Hotel, que funcionava há 123 anos e havia sido construído no mesmo local do antigo Winter Garden Theatre, destruído por um incêndio em 23 de março de 1867. Na época da sua construção, o Grand Central foi um dos maiores e mais incríveis hotéis do mundo, mas no final dos anos 1960 havia se transformado uma espécie de hotel-moradia. O prédio entrou em colapso e desabou por volta das cinco da tarde da sexta-feira, 9 de agosto de 1973. Essa história é citada no episódio de abertura de Vinyl, com a diferença de que, ao contrário do que foi mostrado na série, o New York Dolls não estava tocando no local na hora do acidente. Esse evento fez com que fosse criada uma comissão para avaliar as estruturas de todas as construções pré-1901 da cidade de Nova York.

Após horas e horas de cocaína, o personagem principal de Vinyl, Richard Finestra, inicia o episódio 2 em uma sala de cinema assistindo ao filme "Enter the Dragon" ("Operação Dragão" no Brasil), lançado em 1973 e escrito, dirigido e estrelado por Bruce Lee. Lee faleceu em 20 de julho de 1973 aos 32 anos, vítima de um edema cerebral.

Enquanto isso, os sócios de Finestra aguardam o executivo na sede da American Century para finalizar a venda da gravadora para a Polygram. Na tentativa de entreter os executivos alemães enquanto Finestra não chega, Zak Yankovich, um dos sócios (interpretado pelo ator Ray Romano), conta uma história envolvendo Keith Moon, baterista do The Who. Conhecido pelo temperamento selvagem e imprevisível, o músico era famoso por destruir quartos de hotéis, jogar TVs pela janela e por, certa vez, mergulhado seu Rolls Royce em uma piscina ao dirigir completamente bêbado.

Após decidir não vender a American Century para a Polygram, Richie Finestra convoca uma reunião com o departamento de A&R da gravadora (responsável por encontrar novos artistas) para ver como as coisas andam e passar novas diretrizes. No início da reunião, fica irritado com o que está rolando na vitrola, tira o LP e quebra o disco. O álbum em questão é "Passion Play", sexto do Jethro Tull e sucessor do clássico "Thick as a Brick".

No episódio 4 temos uma alusão ao DJ Kool Herc (Clive Campbell no batismo), apontado por pesquisadores e historiadores como o precursor do hip-hop na cena do Bronx. Em Vinyl, ele aparece tocando vários discos em suas pick-ups, um atrás do outro, sempre mixando as faixas e entregando groove atrás de groove.

No episódio 5 temos uma alusão a Scott Muni, lendário DJ de rock com uma longa carreira do rádio, quando Finestra leva os Nasty Bits, banda que está lançando, para uma entrevista no programa de rádio de Scott. Depois de anos trabalhando na TOP 40 AM, Muni revolucionou a linguagem das rádios FM ao dar liberdade total para que os DJs (que hoje chamamos de comunicadores) tocassem o que quisessem no ar e conversassem com o público de forma descontraída e informal, ao invés dos famosos timbres empostados dos famosos DJs de décadas anteriores.

Representações

A atriz dinamarquesa Birgitte Hjort Sørensen interpreta Ingrid, personagem inspirado em Nico Päffgen, cantora alemã que fez parte do Velvet Underground. Birgitte pode ser vista em episódios de Game of Thrones e Borgen, além de diversos filmes.

Andy Warhol é interpretado por John Cameron Mitchell. O norte-americano apareceu bastante em outra série da HBO, Girls, além de filmes como Hedwig - Rock, Amor e Traição (2001) e Reencontrando a Felicidade (2010).

No episódio 3 vemos um dos funcionários da American Century tentando levar Alice Cooper para a American Century. O vocalista é interpretado por Dustin Ingram, ator norte-americano que já participou de séries como True Blood, Bones, Castle e NCIS: Los Angeles.

O episódio 6 é dedicado a David Bowie, interpretado por Noah Bean. O ator norte-americano é figura frequente em séries, já tendo participado de episódios de Once Upon a Time, Cold Case, Damages, Medium, Joan of Arcadia e outros seriados.

Lou Reed é interpretado por Connor Hanwick, enquanto Julian Casablancas, vocalista do Strokes, é o responsável pela voz de Reed nas canções apresentadas na série.

Daniel J. Watts faz o papel de Hannibal, cantor de funk e soul que é uma representação de diversos artistas do período, como Sly Stone, James Brown e outros. Watts já participou de seriados como The Good Wife, Boardwalk Empire e Smash.

Outros músicos e personalidades representados nos episódios da primeira temporada de Vinyl foram David Crosby (vivido por Richard Cline), Peter Grant (Ian Hart), Elvis Presley (Shawn Wayne Klush), Coronel Tom Parker (Gene Jones), Robert Plant (Zebedee Row), Mick Ronson (Mike Dudolevitch), John Lennon (Stephen Sullivan), May Pang (Celia Au), Gram Parsons (Wesley Tunison), Stephen Stills (Brett Schneider), Johnny Thunders (Jonny D'Ambrosio), Jackson Browne (Dylan Nowik), Jerry Nolan (Martin Cartegena), Karen Carpenter (Natalia Prass), Jimmy Page (Harrison Cofer), Tito Puente (Guillermo Acevedo), John Cale (Sean Dylan Kraft), Bob Marley (Leslie Kujo), Sterling Morrison (Daniel Crosby), Howlin' Wolf (Irving Louis Lattin), Peter Tosh (Aku Orraca-Tetteh), Maureen Tucker (Erin Birgy), Janis Joplin (Catherine Stephen), Otis Redding (Delius Doherty), John Paul Jones (Ben Foley), Glen Buxton (Wesley Miles), Mike Bruce (Jon Campolo), Ruth Brown (Catherine Harris-White), John Bonham (Vince Nudo), David Johansen (Christian Peslak), Sylvain Sylvain (Jonathan Rose), Buddy Holly (Philip Radiotes), Bo Diddley (Kareem Bunton), Jerry Lee Lewis (Lance Lapinsky) e Little Richard (C.P. Lacey), entre outros.

Abaixo, uma playlist com as músicas que apareceram em todos os episódios de Vinyl, pra você curtir a rica pesquisa musical desenvolvida pela produção da série.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Matérias

Dream Theater: semelhanças na capa de álbum?Dream Theater
Semelhanças na capa de álbum?

Rammstein: Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!, diz Till LindemannRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336